CEO da Match obtém liminar no STF e deve ser solto

Executivo, acusado de ser o principal fornecedor de um milionário esquema internacional de venda ilegal de ingressos durante a Copa do Mundo, estava preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

CEO da Match obtém liminar no STF e deve ser solto
CEO da Match obtém liminar no STF e deve ser solto

A defesa do CEO da Match, Raymond Whelan, informou que ele foi beneficiado por uma liminar concedida na tarde desta terça-feira pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). Com a decisão, o empresário britânico deverá ser solto nas próximas horas.

O executivo, acusado de ser o principal fornecedor de um milionário esquema internacional de venda ilegal de ingressos durante a Copa do Mundo, estava preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio, desde que se entregou, em 14 de julho, após passar cinco dias foragido.

Segundo nota divulgada pelo advogado de Whelan, Fernando Fernandes, a defesa vai agora se dedicar integralmente a conseguir acesso total às provas, "que até hoje, desde a decretação da primeira prisão de Raymond, no dia 7 de julho, não foi concedido, e o arquivamento das acusações".

"O ministro demonstrou que, mais do que a capacidade de organizar uma Copa do Mundo, temos uma Constituição, que deve ser respeitada e cumprida", afirmou Fernandes na nota.

Leia tudo sobre: futebolesporteceomatchliminarstfsolto