Nova espécie de morcego dourado é descoberta por brasileiro na Bolívia

Animal vinha sendo erroneamente identificado na América do Sul como um Myotis; posteriormente ficou provado que se tratava de nova espécie

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

INTERESSA - O morcego Myotis midastactus tem pelo curto e dourado e, segundo os cientistas, vive apenas na Bolívia
Uma nova espécie de morcego dourado foi descoberta na Bolívia pelo pesquisador brasileiro Ricardo Moratelli.

FOTO
INTERESSA - O morcego Myotis midastactus tem pelo curto e dourado e, segundo os cientistas, vive apenas na Bolívia Uma nova espécie de morcego dourado foi descoberta na Bolívia pelo pesquisador brasileiro Ricardo Moratelli. FOTO

Um pesquisador brasileiro descobriu uma nova espécie de morcego dourado na Bolívia. Ricardo Moratelli é da Fundação Oswaldo Cruz e já descreveu outras quatro espécies de morcegos na América do Sul.

Anteriormente, o animal vinha sendo erroneamente identificado na América do Sul como um Myotis simus. Após uma análise detalhada de espécimes de museu ficou provado que se tratava de uma espécie diferente. Acredita-se que ela seja encontrada apenas na Bolívia.

De acordo com o pesquisador, a característica mais marcante deste morcego é a sua curta pelagem amarelo-dourada. Existem mais de 100 espécies de myotis no mundo, que são morcegos com orelhas semelhantes a ratos.

A espécifie conhecida como Myotis midastactus foi descrita na revista científica "Mammalogy" por Moratelli, da Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, e Don Wilson, do Instituto Smithsoniano, de Washington.

Características - A coloração viva, única entre as espécies de myotis das Américas, rendeu à espécie o nome midastactus, ou Toque de Midas, em alusão à lenda do rei da Grécia Antiga que transformava em ouro tudo o que tocava.

O mamífero vive na savana amazônica da Bolívia e se alimenta de pequenos insetos, dormindo durante o dia em tocas no chão, em árvores ocas ou telhados de palha.

O professor Moratelli já tinha publicado um estudo em 2011 analisando as diferenças entre morcegos da Amazônia boliviana e dos países vizinhos.

Depois de passar meses tentando capturar, sem sucesso, espécimes vivos do Myotis midastactus, Moratelli realizou análises de 27 exemplares guardados em museus dos Estados Unidos e do Brasil, até confirmar a existência da nova espécie.

O pesquisador diz  que várias novas espécies de grupos zoológicos distintos estão engavetadas em museus ao redor do mundo, aguardando reconhecimento e uma descrição formal.

O novo estudo não esclarece a situação do Myotis midastactus no que diz respeito à sua conservação. No entanto, cientistas já disseram que a espécie Myotis simus da Bolívia está "quase ameaçada".

A publicação cientítica sugere que o verdadeiro Myotis simus - também conhecido como Myotis aveludado, não vive na Bolívia, mas nos países vizinhos Argentina, Brasil, Equador, Paraguai e Peru.

A Myotis midastactus foi a quinta espécie de morcego descoberta por Moratelli. Ele também foi responsável pela descrição do Myotis diminutus, um pequeno morcego que vive nos Andes equatorianos; do Myotis lavali no Nordeste; pelo Myotis izecksohni, que vive na Mata Atlântica; e pelo Myotis handleyi das montanhas do norte da Venezuela.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave