Uefa pune três times da Champions League por racismo

Debrecen, da Hungria, Maribor, da Eslovênia, e Steaua Bucareste, da Romênia, terão que fechar setores de seus estádios nas próximas partidas do torneio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A Uefa anunciou nesta terça-feira que decidiu punir três clubes que disputam a Liga dos Campeões desta temporada por casos de racismo. De acordo com a entidade, o Debrecen, da Hungria, o Maribor, da Eslovênia, e o Steaua Bucareste, da Romênia, campeão da competição em 1986, terão que fechar setores de seus estádios nas próximas partidas do torneio.

As três equipes foram punidas por incidentes ocorridos no último mês. O Steaua, por exemplo, terá de fechar dois terços de seu estádio na partida desta quarta contra o Aktobe, do Casaquistão, na partida de volta da terceira fase preliminar da Liga dos Campeões.

A Uefa explicou que trabalha com uma escala evolutiva de sanções, sendo que novos casos de racismo envolvendo estes clubes culminará em punições mais duras. "Todas as formas de comportamento racista são consideradas ofensas sérias contra a regras disciplinares e são punidas com as mais severas sanções", disse a entidade em comunicado.

O Debrecen e o Maribor atuarão fora de casa na segunda partida da terceira fase preliminar e, por isso, ainda não se sabe se a punição será cumprida por eles nesta temporada. O time húngaro terá o setor B de seu estádio fechado, enquanto os eslovenos não poderão ter torcida na sessão do seu estádio conhecida como Jug.

Leia tudo sobre: uefa champions leagueliga dos campeoespunicaoracismofutebolesporte