Governo incentiva atendimento odontológico por universidades

O Ministério da Saúde apresentou, nesta terça-feira (5), um novo programa para incentivar que universidades e outras instituições de ensino superior

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Ministério da Saúde apresentou, nesta terça-feira (5), um novo programa para incentivar que universidades e outras instituições de ensino superior ofereçam atendimento odontológico na rede pública de saúde.

Pelo GraduaCEO, o governo federal vai repassar recursos para aquisição de equipamentos e uma verba mensal para o custeio de procedimentos realizados pelas clínicas odontológicas das instituições de ensino que aderirem à proposta na esfera do SUS.

Não há a informação se o governo já repassava alguma verba para esse procedimento. O repasse mensal dependerá da quantidade de procedimentos realizados por mês, variando de R$ 25,2 mil a R$ 103,3 mil --valor que pode aumentar caso a clínica tenha um desempenho acima da média.

As clínicas de instituições públicas ainda receberão, da Saúde, cadeiras odontológicas. "Ainda estamos marcados pelo modelo de extração e mutilação, que levou à existência de gerações e gerações de pessoas desprovidas do direito de sorrir, mastigar e se sentir uma pessoa digna", afirmou o ministro Arthur Chioro (Saúde), nesta terça, durante o lançamento do programa.

De acordo com o ministério, o GraduaCEO vai permitir que alunos da graduação acompanhem os procedimentos realizados pela rede pública, na esfera das clínicas das instituições, desde o primeiro ano da formação; e que alunos dos últimos anos da formação participem do atendimento aos pacientes sob orientação.

A expectativa da Saúde é acrescentar, com o novo programa, cerca de 40 mil atendimentos na rede pública este ano, com a adesão de 14 instituições públicas de ensino. Segundo o ministério, essas instituições atendem, em média, 5 mil pacientes por mês.

O gasto estimado é de R$ 29,4 milhões para para melhoria e custeio de 30 clínicas até o final de 2015.

As clínicas das instituições de ensino deverão ofertar cinco especialidades odontológicas, laboratório de patologia, próteses dentárias e atendimentos básicos, como aplicação de fluor. Para além do GraduaCEO, o SUS tem, hoje, 1.018 clínicas de atendimento de média complexidade em odontologia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave