'Só talento não é suficiente', diz Dunga a Brasil sub-20

Em visita à Granja Comary, treinador do time principal deu recado aos jovens atletas e cobrou comprometimento deles

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

O técnico da seleção brasileira, Dunga, visitou a Granja Comary na última segunda-feira, quando viu de perto as instalações do CT do time nacional, em Teresópolis, na região serrana do Rio. Acompanhado do novo coordenador geral de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, o treinador se encontrou com Alexandre Gallo, treinador do time nacional sub-20, que no momento se prepara para a disputa de uma competição amistosa que será realizada em Valência, na Espanha, a partir do próximo domingo.

No local, Dunga também aproveitou a visita para dar um recado aos jogadores da equipe de base do Brasil, onde fez questão de enfatizar que os atletas não podem se acomodar com o fato de simplesmente terem sido convocados para vestir a camisa amarela. Bem ao seu estilo, cobrou comprometimento dos jovens e lembrou que "só talento não é suficiente" para que eles brilhem defendendo o País.

"Nós somos privilegiados de estarmos aqui na seleção brasileira, só que tanto para nós (da comissão técnica) como para vocês isso não é um ponto de chegada, isso aqui é um ponto de partida. O cara que chegou na seleção brasileira acha que chegou no seu máximo, mas não. Pega a história e vê quantos jogadores passaram pela seleção de base e quantos chegaram na principal. Foram poucos, porque poucos estão dispostos a se sacrificar", ressaltou Dunga, em discurso reproduzido nesta terça-feira por meio de um vídeo publicado no site oficial da CBF.

Em seguida, o comandante lembrou dos grandes desafios que o Brasil terá pela frente no ciclo que visa principalmente a conquista da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e cobrou foco dos garotos da base, que estarão sendo observados de perto como opções para integrar a seleção principal neste processo.

"O cara acha que chegou aqui e já é o bom, que é o melhor, que não precisa estar comprometido. Ele quer estar na seleção, ele não quer jogar na seleção. Aqui é um momento importantíssimo na carreira de vocês. Daqui a pouquinho tempo tem a Olimpíada e daqui a quatro anos, que parece longe, tem a Copa do Mundo. Aí depende de cada um. Talento vocês têm, competência vocês têm, mas só isso não é suficiente", avisou, para depois repetir: "Talento todo mundo tem, competência todo mundo tem, o cara tem que ser competitivo e querer pagar o preço. Para estar na seleção brasileira, pra estar entre os melhores, o cara tem um preço a pagar: tem que estar disposto, tem que ter foco naquilo que quer, aonde quer chegar, de que maneira chegar, se espelhar nos melhores jogadores, aonde eles chegaram, e chegar até lá. Bom trabalho!".

Na Espanha, a seleção brasileira sub-20 disputará o Torneio de Cotif, no qual estreará na terça-feira da próxima semana, contra o Catar. Equador, China e do time sub-20 do Valencia serão outros rivais do Brasil em jogos válidos pelo Grupo B, enquanto a outra chave contará com Barcelona, Mauritânia, Argentina, Indonésia e Arábia Saudita.

Entre os convocados por Gallo para o torneio amistoso e que têm atuado com frequência nos seus clubes estão os são-paulinos Lucão e Boschilia, o colorado João Afonso, o gremista Mateus Biteco, Nathan e Mosquito, do Atlético-PR, além de Gabriel, titular e destaque do ataque do Santos.

Leia tudo sobre: dunga seleção brasileirasub-20granja comaryfutebol