Polícia investiga mortes em série de mulheres em Goiás

A suspeita é de que há diferentes criminosos agindo da mesma forma, mas agora nem mesmo os investigadores descartam a atuação de um assassino em série

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma sequência misteriosa de 12 assassinatos de jovens mulheres com características parecidas fez a Polícia Civil de Goiás criar uma força-tarefa, com dez delegados, para apurar os crimes, todos ocorridos em Goiânia. A suspeita é de que há diferentes criminosos agindo da mesma forma, mas agora nem mesmo os investigadores descartam a atuação de um assassino em série.

A última vítima, Ana Lídia de Souza, tinha apenas 14 anos e foi morta no sábado, 2, em um ponto de ônibus, atingida com dois tiros no peito. A adolescente seguia para uma feira noturna de roupas, calçados e alimentos, onde trabalhava como ajudante em uma banca.

A morte em local público, como aconteceu com a adolescente, é uma das características dos casos. Mas a principal característica tem a ver com o assassino, que sempre está de capacete, em uma motocicleta de baixa cilindrada, mas descrita como vermelha ou preta, e de marcas diferentes.

O homem se aproxima das vítimas e, em algumas vezes, pede um objeto como celular, ou não, depois atira e não leva nada, como aconteceu com Ana Lídia.

Leia tudo sobre: CrimemulheresassassinatosériepolíciaGoiásBrasil