PSDB garimpa, PT concentra

Em um mês, Fernando Pimentel (PT) e Pimenta da Veiga (PSDB) tiveram estratégias diferentes no Estado

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda e Larissa Arantes |

A campanha eleitoral completa hoje um mês, e, desde 6 de julho, os dois principais candidatos ao Palácio Tiradentes, Pimenta da Veiga (PSDB) e Fernando Pimentel (PT), usaram estratégias diferentes em suas viagens pelo interior. Enquanto o petista, que há um mês liderava as pesquisas de intenção de voto, visitou 13 cidades, o tucano teve agenda mais intensa, com compromissos públicos em 22 municípios.  

Nos primeiros 30 dias, Pimenta visitou pelo menos uma cidade em praticamente todas as regiões do Estado. O maior volume de agendas, contudo, teve como destino as regiões Sul, Zona da Mata e metropolitana da capital.

Com quase a metade de destinos diferentes, Pimentel também dedicou maior tempo a estas regiões: das 13 cidades visitadas pelo petista, 12 estão nas três regiões.

Como mostrou pesquisa DataTempo no início de junho, o petista tem mais intenções de voto na Zona da Mata e na região metropolitana, onde liderava a pesquisa com 37,3%, enquanto Pimenta tinha 15,7%. Já no Sul de Minas, de acordo com o DataTempo de junho, o PSDB tinha vantagem.

Afirmando que a campanha começou para valer nesta segunda, Pimenta disse que irá intensificar os encontros com lideranças e eleitores nesta semana. “Nós vamos fazer viagens ao interior. nesta segunda saímos para Cataguases, Leopoldina e Muriaé. Nesta terça temos outros atos aqui, em Belo Horizonte, e, na quinta-feira, é o primeiro debate na televisão”, ressaltou nesta segunda, durante evento com apoiadores no comitê central.

Já Fernando Pimentel foi a um número menor de cidades do que o adversário. Por ter focado Belo Horizonte e a região metropolitana, visitou 13 municípios – em duas ocasiões, por exemplo, ele foi a Contagem. O petista também foi a duas cidades do Sul de Minas.

Pelo menos nesta semana, Pimentel pretende manter a mesma estratégia, realizando agendas ainda na região metropolitana.

“Temos debate nesta semana e outras atividades. Devemos ficar na região metropolitana e tratar dos temas afetos a essa área”, afirmou o petista nesta segunda, após se reunir com promotores de Justiça na Associação Mineira do Ministério Público.

Estratégia. No primeiro mês de campanha, o ex-ministro do governo Dilma Rousseff participou, na maior parte das vezes, de um único evento diário, diferentemente do que ocorreu com Pimenta da Veiga. Nesta segunda, um integrante da campanha do PT afirmou que, nesta semana, os encontros irão se intensificar.

Petista apoiará tucano em Minas

Cruzado. O candidato ao governo de Minas Pimenta da Veiga (PSDB) recebeu nesta segunda o apoio de um dissidente do PT em Ribeirão das Neves.

Motivo. O vereador Vitório Júnior (PT) anunciou adesão à chapa tucana e criticou a gestão petista na cidade. “Eu não traí o PT, foi o PT quem traiu o povo de Ribeirão das Neves”, disse o parlamentar.

Agradecido. Pimenta afirmou que não é a primeira vez que ganha esse tipo de apoio. “Nós temos diversos prefeitos do PT que estão nos apoiando. E temos também vereadores de diversos outros partidos do nosso lado, que não estão formalmente na coligação”.

Outro lado. Já Fernando Pimentel (PT) classificou o fato como “ocasional”. “Imagino que ele está achando que terá proveito com isso. Tem um dito que é sempre bom repetir: a política aceita a traição, mas abomina o traidor”.

Defesa. A Prefeitura de Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital, não comentou as críticas feitas pelo vereador, mas reforçou que “acredita que está no caminho certo para transformar Neves em uma nova cidade”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave