Congresso deve dar resposta, diz Dilma

A presidente não respondeu se o relator da CPI, senador José Pimentel (PT-CE), deveria deixar o posto

iG Minas Gerais |

Para Carvalho, denúncia não pode ser tratada como escândalo
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO
Para Carvalho, denúncia não pode ser tratada como escândalo

SÃO PAULO. A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda, em Guarulhos, na Grande São Paulo, que cabe ao Congresso Nacional dar explicações sobre a combinação entre servidores do Planalto e da CPI que investiga irregularidades na Petrobras, que anteciparam o gabarito de perguntas que seriam feitas a diretores da estatal durante seus depoimentos, conforme informou a revista “Veja” no último fim de semana.  

“Essa é uma questão que deve ser respondida pelo Congresso”, afirmou a presidente após visita a uma Unidade Básica de Saúde, na cidade paulista. Dilma minimizou as promessas da oposição sobre investigações. “Acho que o PSDB faz as representações que quiser fazer em Brasília”.

A presidente não respondeu se o relator da CPI, senador José Pimentel (PT-CE), deveria deixar o posto. Mesmo com a pressão, durante a tarde o senador divulgou nota afirmando que continuará no cargo.

Não é escândalo. O secretário geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou nesta segunda que ainda não vê como um escândalo a denúncia. “Há uma denúncia. Uma denúncia não necessariamente é um escândalo. Uma denúncia tem que ser verificada e aí a gente pode depois conversar sobre isso”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave