Possíveis fraudes criam polêmica em eleição no Vasco

Um documento publicado no site ESPN.com.br, com informações disponibilizadas pela chapa Sempre Vasco relata, inclusive, a existência de mortos na lista dos eleitores

iG Minas Gerais | agência estado |

Divulgação
undefined

Mais uma polêmica foi levantada sobre as eleições presidenciais do Vasco. Desta vez, a chapa de oposição Sempre Vasco analisou a lista de eleitores do clube e encontrou possíveis fraudes. As eleições vascaínas já haviam sido adiadas pela Justiça para novembro por causa de suspeitas de irregularidades nas chapas de Eurico Miranda e de Roberto Monteiro, mas uma liminar fez com que as eleições voltassem para a data original, nesta quarta-feira.

Um documento publicado no site ESPN.com.br, nesta segunda, com informações disponibilizadas pela chapa Sempre Vasco relata, inclusive, a existência de mortos na lista dos eleitores. “Identificamos que o nome Jose Ubiratan Solino, categoria remido matrícula 5192, está na lista de Eleitores. Porém ele faleceu em 05/03/2010”, registrava o documento.

Houve outro caso. “Identificamos que o nome João Carlos Gomes Ferreira, categoria grande benemérito, matrícula 123, está na lista de Eleitores. Porém ele faleceu em 24/05/2014”. Além dos mortos, o documento conta com centenas de outras supostas irregulares. A chapa espera que, com a denuncia das irregularidades, a Justiça consiga adiar novamente as eleições que, por enquanto, seguem mantidas para esta quarta.