Sem Museu do Futebol, visitação pública ao Mineirão é reaberta

Destaques ficam por conta de peças que foram coletadas durante a Copa do Mundo deste ano; valor da visita ao estádio é R$ 8

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Goleada da Alemanha
Agência I7/Divulgação Minas Arena
Goleada da Alemanha "amaldiçoou" o Mineirão pós-Copa do Mundo

A Copa do Mundo deixou marcas no Mineirão. Além de mudanças pontuais, o estádio, palco de seis jogos, viveu momentos de euforia e também foi palco do maior vexame da seleção brasileira em Mundiais – o 7 a 1 da Alemanha, na semifinal do torneio internacional. Com tanta história para contar, o Gigante da Pampulha está novamente aberto para visitação pública com novidades.

Os destaques ficam por conta de camisas autografadas das seleções de Colômbia e Grécia, equipes que protagonizaram o primeiro jogo de Copa do Mundo da história do Mineirão, além de uma bola utilizada no duelo entre Bélgica e Argélia, e uma “Brazuca” gigante. Os visitantes ainda poderão conhecer áreas de uso exclusivo, como vestiários e o gramado.

Apesar das novidades, o Museu Brasileiro do Futebol, localizado nas dependências do estádio, continuará fechado ao público. O espaço passa por mais uma expansão, sem data de término divulgada.

As visitas ao Mineirão são realizadas de terça à sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados de domingos, de 9h às 13h, exceto em dias de jogos e eventos. Grupos acima de 10 pessoas deverão fazer agendamento prévio pelo telefone 3499-4312, ou pelo e-mail museu@minasarena.com.br.

O valor da visita ao estádio é R$ 8, com meia-entrada para menores de 21 anos, estudantes, professores e maiores de 60 anos. Crianças até três anos não pagam entrada. Guias de turismo credenciados também têm gratuidade.

Leia tudo sobre: copa do mundomineirãoreaberturavisitação