Halterofilista brasileiro é banido do esporte por doping

Teste do paulista Emerson Júnior Barbosa constatou a presença da substância metasterona, um esteroide anabolizante proibido pela Agência Mundial Antidoping

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Comitê Paralímpico Internacional baniu do esporte o halterofilista paulista Emerson Júnior Barbosa por reincidência em caso de doping. O paratleta de 40 anos foiO flagrado em novo teste positivo em 4 de abril deste ano, um dia antes do início do Mundial Paralímpico de Halterofilismo, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

O teste constatou a presença da substância metasterona, um esteroide anabolizante proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês). A amostra B comprovou o resultado do primeiro teste, o que gerou a punição definitiva. Além de ser banido, Barbosa terá que pagar multa de 1.500 euros (cerca de R$ 4.500). Ele ainda perdeu o sexto lugar obtido na categoria acima de 107kg no Mundial Paralímpico.

A dura punição se deve à reincidência do paratleta, flagrado anteriormente em teste antidoping. Em maio de 2009, ele testou positivo para a substância oxandrolona em etapa regional do Circuito Nacional de sua categoria. Como pena, cumpriu suspensão de dois anos até maio de 2011.

"O Comitê Paralímpico Brasileiro lamenta pelo atleta, mas nossa postura é de tolerância zero ao uso de substâncias e métodos proibidos pela Wada. Nossa estratégia de combate ao doping é baseada em ações educativas em todas as nossas competições e na realização de testes dentro e fora de competição", disse Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.  

Leia tudo sobre: paralimpicocomitedopingbanidoemerson junior barbosaanabolizante