Sucesso atrai muitas meninas

Uma dessas atletas é a levantadora Juliana Carrijo, que começou a jogar vôlei, sua grande paixão, aos 11 anos, no Praia Clube

iG Minas Gerais | Gabriela Pedroso |

O crescimento do Praia no cenário nacional tem dado outros frutos, que vão além de benefícios ao próprio clube. Desde 2012, o time mineiro desenvolve o projeto Mini Vôlei, que tem como objetivo inserir crianças a partir dos 8 anos na prática do esporte. A ideia nasceu do aumento da procura de pais por escolinhas no município de Uberlândia, influenciados pelo bom rendimento da equipe praiana no Nacional.

O projeto anda lado a lado com as categorias de base e com o time adulto, cobrindo todo o trajeto necessário para um atleta alcançar o profissional. “O vôlei adulto é o espelho para crianças que estão aí fazendo a sua trajetória em busca do ápice. Ano passado, por exemplo, tivemos três atletas da base na equipe profissional. A gente sempre busca utilizar jogadoras formadas por nós no profissional”, diz o coordenador de vôlei do Praia Clube, Bruno Vilela.

Uma dessas atletas é a levantadora Juliana Carrijo, que começou a jogar vôlei, sua grande paixão, aos 11 anos, no Praia Clube. “Trabalhei e continuo trabalhando para chegar ao melhor nível”, ressalta a atleta, que considera a estrutura do clube fundamental em sua carreira.

“Quando se trabalha em um lugar onde você tem preocupações externas ou em um lugar onde não se sente à vontade, acho que influencia negativamente no rendimento. No Praia Clube, por exemplo, é justamente ao contrário, pois não precisamos nos preocupar com nada, a não ser com voleibol”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave