Para explicar vitória suada, Levir Culpi chama Atlético de "bipolar"

Galo venceu xará paranaense com dois gols contra; equipe se mantém na 11ª posição, com 18 pontos conquistados

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Esportes - Belo Horizonte, Mg. Campeonato Brasileiro. Atletico-MG e Atletico-PR no Estadio Independencia. Jogo valido pela 13 rodada do Brasileiro. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 3.8.14
LEO FONTES / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte, Mg. Campeonato Brasileiro. Atletico-MG e Atletico-PR no Estadio Independencia. Jogo valido pela 13 rodada do Brasileiro. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 3.8.14

“Um burro com sorte?” A indagação estampa dá titulo ao livro do técnico Levir Culpi, lançado este ano pelo treinador. Curiosamente, a indagação refletiu bem o que foi a partida deste domingo. Logo depois que o treinador era insultado por não ter sacado Emerson Conceição, Luan, em um lance de sorte, fez o defensor marcar contra.

O título da obra foi até discutido no vestiário após o jogo. “Hoje nós tivemos foi azar. No primeiro tempo, era para estar quatro ou cinco. Estava tudo certinho. Aí vem o segundo tempo e a vem a pressão emocional e psicológica. É a quarta vez que estou aqui, e todas fui chamada de burro. O Atlético é bipolar, ou é muita emoção ou muita depressão”, analisou o treinador.

O treinador, de toda forma, explicou sua intenção nas mudanças. “O objetivo foi a vitória. Com a colocação do Dátolo (no lugar de Jô), tiramos o ponto de referencia e criamos uma situação melhor no meio", destacou. 

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocampeonato brasileirolevir