Corinthians e Coritiba empatam em jogo fraco no Couto Pereira

Com o empate, Timão segue sem perder desde 18 de maio, quando caiu diante do Figueirense na abertura do Itaquerão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em jogo muito disputado fisicamente, Timão e Coxa não saíram do zero no placar
Site oficial/Divulgação
Em jogo muito disputado fisicamente, Timão e Coxa não saíram do zero no placar

Corinthians e Coritiba fizeram um jogo de baixo nível técnico e poucas emoções, na tarde deste domingo, no Couto Pereira, em Curitiba. O empate em 0 a 0, merecido pelo que fizeram os dois times, não foi tão ruim para os paulistas, que perderam Fagner, expulso, antes da metade do segundo tempo. Apesar disso, o Corinthians, segundo colocado, perdeu a chance de se aproximar do líder Cruzeiro, que também empatou fora de casa nesta 13.ª rodada do Brasileirão.

Com o empate, o Corinthians segue sem perder desde 18 de maio, quando caiu diante do Figueirense na abertura do Itaquerão. Fora de casa, o time paulista ainda não foi derrotado no Brasileirão. Assim, soma 24 pontos, podendo ainda perder a posição para Fluminense e Inter, que têm 22 e jogam no complemento da rodada.

Já o Coritiba, que só venceu duas em casa neste Brasileirão, segue em situação complicada. Com 11 pontos, ocupa a 17.ª colocação, dentro da zona de rebaixamento. São dois pontos de distância para o Botafogo, o primeiro fora da degola.

O JOGO - Sem poder contar com Guerrero, suspenso pelo terceiro amarelo, Mano Menezes ainda ganhou um problema de última hora. O uruguaio Lodeiro, que finalmente ficaria como opção no banco de reservas, acabou vetado depois de derrubar uma saboneteira sobre o pé, no hotel, e precisar levar pontos no corte.

De qualquer forma, estava mantido o meio-campo com Ralf, Elias, Petros e Jadson, o motor do time alvinegro. Com cinco homens no setor pelo lado do Coritiba, Celso Roth povoou o meio-campo e deixou a partida truncada durante todo o primeiro tempo. O treinador também acertou em escalar Reginaldo na lateral e Norberto no meio, fazendo que as melhores opções do time da casa fossem pela direita.

As chances de gol, porém, foram raras no primeiro tempo. Cássio e Vanderlei por pouco não foram meros espectadores da partida. Cada um, porém, precisou fazer uma defesa difícil em cobrança de falta. Alex levou muito perigo aos 4 minutos, mas Cássio foi lá pegar. Aos 45, a defesa de Vanderlei em batida de Jadson foi perfeita, no ângulo.

Com futebol fraco, o primeiro tempo foi marcado por polêmicas. Uma falha no sistema de irrigação do Couto Pereira deixou parte do gramado encharcado, atrapalhando que a bola corresse. Além disso, os dois times entraram em campo com camisas listradas parecidas - a do Corinthians tinha a listra escura mais grossa, enquanto que a do Coritiba era predominantemente branca.

No segundo tempo, continuaram os problemas: falta de futebol, gramado encharcado e uniformes parecidos. Mano Menezes tentou mudar as coisas, com Renato Augusto no lugar de Ángel Romero, mas faltava um jogador de área.

Aos 19, finalmente um lance para movimentar o jogo: Fagner derrubou Zé Love, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a menos, o Corinthians se fechou e passou a aceitar as investidas do Coritiba, que trocou um volante por um atacante. Muito dependente de Alex, o time da casa, porém, esbarrou na sua própria limitação técnica. Em quase meia hora com um jogador a menos, não criou praticamente nada.

FICHA TÉCNICA:

CORITIBA 0 X 0 CORINTHIANS

CORITIBA - Vanderlei; Reginaldo, Luccas Claro, Welinton e Dener Assunção; Baraka, Germano (Geraldo), Norberto, Alex e Dudu Figueiredo (Hélder); Zé Love (Keirrison). Técnico - Celso Roth.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Cléber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Jadson (Guilherme Andrade); Romarinho (Luciano) e Ángel Romero (Renato Augusto). Técnico - Mano Menezes.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

CARTÕES AMARELOS - Luccas Claro, Alex e Zé Love (Coritiba); Ángel Romero (Corinthians).

CARTÃO VERMELHO - Fagner (Corinthians).

RENDA - R$ 737.006,50.

PÚBLICO - 21.296 pagantes.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Leia tudo sobre: futebol nacionalcorinthianstimãocampeonato brasileirocoritibacoxa