Elétricas dão calote e podem prejudicar consumidores

Distribuidoras de Alagoas e Rondônia devem R$100 milhões

iG Minas Gerais |

Em risco. Por causa do calote, Rondônia e Alagoas correm risco de ficarem sem energia elétrica
Daniel de Cerqueira/O Tempo
Em risco. Por causa do calote, Rondônia e Alagoas correm risco de ficarem sem energia elétrica

São Paulo. A situação financeira das distribuidoras do Grupo Eletrobrás está cada dia pior. Os últimos relatórios da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável pela liquidação financeira das operações de compra e venda de energia no país, mostram que as concessionárias de Alagoas e de Rondônia, ambas administradas pela estatal Eletrobrás, não pagaram a conta dentro do prazo estabelecido. Juntas, as duas empresas devem quase R$ 100 milhões ao mercado referente aos meses de maio e junho.

Além de dar prejuízo, os péssimos índices de qualidade, com elevado nível de cortes de energia e descumprimento de contratos, têm resultado numa série de multas. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), desde 2013 foram emitidos 25 autos de infração contra as concessionárias, num valor de R$ 38 milhões.Serviço ruim.

Prejuízos. Segundo dados da Eletrobrás, em dois anos, as distribuidoras contribuíram com mais de R$ 4 bilhões de prejuízo no resultado consolidado do grupo. Depois dos prejuízos de quase R$ 2,5 bilhões em 2013, algumas delas não estão conseguindo nem pagar em dia a energia contratada para atender seu mercado. O valor inclui penalidades, compra de energia em contratos de longo prazo e garantias financeiras exigidas pela CCEE.

A liquidação dos valores foi adiada para o fim do mês até o governo conseguir um financiamento para todas as empresas do setor quitarem a dívida.

Os atrasos e a inadimplência das distribuidoras levaram o conselho de administração da CCEE a abrir um processo de desligamento das empresas do mercado de curto prazo, o que significaria a expulsão das empresas da câmara de comercialização.

Mas, como a medida poderia afetar milhares de consumidores, já que as duas empresas atendem 154 municípios no país, os conselheiros decidiram suspender a medida até que seja feita uma diligência para saber os motivos do descumprimento das obrigações.

Quem perde

Municípios. As devedoras são seis distribuidoras de energia administradas pela Eletrobras. Elas atendem, nos estados de Alagoas e Rondônia, 154 municípios, a maior parte, de baixa renda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave