Oval: foco o exercício aeróbico

iG Minas Gerais |


“Nos treinos procuro focar sempre o tronco”, diz Marco Araújo
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
“Nos treinos procuro focar sempre o tronco”, diz Marco Araújo

Pessoas com o corpo oval têm os quadris mais largos e a cintura não é tão marcada como as do corpo ampulheta. Por isso, o professor Ricardo Alberca indica que seja feito um trabalho focado no exercício aeróbio (cinco vezes por semana), inicialmente de baixa intensidade, para, além de promover o gasto energético, adquirir os benefícios cardiovasculares. Ele lembra a importância de ser realizado um trabalho de reeducação alimentar e um planejamento de treinamento focado na redução do peso corporal. “A circunferência abdominal acima de 88 cm para mulheres serve como indicador para problemas cardiovasculares. Caso a aluna não possua nenhum problema, como hipertensão, a musculação está liberada (de duas a três vezes por semana), devendo ser realizada principalmente de maneira circuitada para promover o maior gasto energético”, diz. O especialista em fisiologia do exercício ressalta que, no caso de o aluno ter algum comprometimento, como hipertensão ou diabetes, é importante que essa musculação esteja adaptada às necessidades individuais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave