Classe S 4Matic Coupé alia sofisticação e esportividade

Movido por motores com potências que vão de 455 cv até 630 cv, modelo de duas portas da Mercedes é puro prazer

iG Minas Gerais | Raphael Panaro |

Silenciador de escape com defletores móveis acentua ronco do V8
Mercedes-benz/divulgação
Silenciador de escape com defletores móveis acentua ronco do V8

Auto Press. Quando se fala em Mercedes-Benz Classe S, logo surge a referência de um sedã de dimensões avantajadas, com muito requinte, conforto e alta dose de tecnologia. Mas, tradicionalmente, a marca alemã também oferece toda essa opulência em uma carroceria cupê. Até então, a mais recente geração do modelo ficou conhecida como CL, em 2006. Agora, oito anos depois, a fabricante germânica voltou a usar a nomenclatura S Coupé e mostrou, em fevereiro deste ano, a nova versão duas portas do veículo. Com o preço partindo de 126 mil (cerca de R$ 381 mil), o carro traz toda magnificência de um Classe S: muito luxo e sofisticação eletrônica, mas uma boa dose de esportividade.

O modelo traz dimensões dignas de um Classe S. São 5,02 metros de comprimento, 1,90 m de largura, 1,41 m de altura e 2,94 m de distância entre eixos. Como carro de “vitrine” tecnológica da Mercedes, o Classe S traz o que há de mais moderno em termos de equipamento. Um dos mais interessantes está na suspensão, o chamado Magic Body Control. Radares e câmaras ao redor do carro conseguem “escanear” o terreno e o trajeto 15 metros à frente do veículo, em velocidades entre 30 km/h e 180 km/h. Então, um computador define o melhor acerto de suspensão possível, muda a rigidez dos amortecedores a ar e se inclina – até 2,5 graus – para o lado interno das curvas, da mesma forma que um motociclista. De acordo com a marca alemã, esse “pêndulo” reduz as rolagens da carroceria e o efeito da aceleração lateral sobre os ocupantes, o que proporciona mais prazer e conforto ao dirigir.  Se de série o S Coupé traz itens interessantes, a lista de opcionais é ainda mais “instigante”. A começar pelos faróis que podem vir, cada um, com 47 cristais Swarovski – não disponíveis no sedã. Dezessete deles constituem as luzes diurnas, enquanto os outros 30 formam os piscas. Eles “trabalham” em conjunto com as lâmpadas de LEDs, dando um belíssimo efeito à luz. O cupê ainda tem disponíveis componentes de aromatização e ionização do ar ambiente, assim como o aquecimento elétrico do apoio de braços. O sistema de som fornecido pela Burmester pode chegar a 24 alto-falantes e um total de 1.520 W de potência. Câmara de visão noturna, head-up display e inúmeros “gadgets” de segurança também constam em catálogo. Motor. Para empurrar os mais de 5 metros e 2 toneladas do Classe S Coupé, a Mercedes dispõe de três motores. No S 500 Coupé, é um V8 4.7 litros com dois turbos. Ele entrega 455 cv e 71,4 kgfm de torque. Já o S63 AMG Coupé traz também um oito cilindros em “V” biturbinado, mas de 5.5 litros, 593 cv e 91,3 kgfm de torque. E recentemente a fabricante alemã mostrou a versão mais potente de todas: a S65 AMG Coupé. Prevista para chegar na Europa até o fim do ano, o modelo é equipado com um possante V12 6.0 litros biturbo de 630 cv e impressionante torque de 102 kgfm. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave