Sem ritmo, Duda fica em 6º no salto em distância em SP

Atleta ficou quatro meses afastado para tratar de uma lesão no pé teve bastante dificuldade no Campeonato Ibero-Americano

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Duda saltou 8,24m em última tentativa, três centímetros a menos que Rivera, que levou o bronze
Divulgação
Duda saltou 8,24m em última tentativa, três centímetros a menos que Rivera, que levou o bronze

Bicampeão mundial indoor no salto em distância, Mauro Vinícius da Silva, o Duda, não foi bem neste sábado na primeira competição dele na temporada a céu aberto. Nesta tarde, no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, em São Paulo, ele foi apenas o sexto colocado no Campeonato Ibero-Americano, com um salto de 7,56m.

"Não pensei que demoraria tanto tempo para voltar. Estou sem ritmo de competição, especialmente lento na corrida para o salto. Devo me sentir melhor daqui para frente, com a sequência de provas", comentou Duda, que ficou quatro meses afastado para tratar de uma lesão no pé.

O melhor brasileiro na prova foi Higor Silva Alves, que no ano passado liderou o ranking mundial juvenil. O garoto, de 20 anos, ficou a dois centímetros do seu recorde pessoal ao saltar 8,00 metros. "Estou muito feliz com o resultado. Foi a segunda melhor marca de minha vida e a tendência é evoluir", comentou. O ouro ficou com o mexicano Luis Alberto Rivera, com 8,24m, resultado que o coloca no top10 da temporada.

PISTA - Neste sábado, o Brasil conseguiu bons resultados nas provas de pista. Nos 400m para homens, ouro e prata com os gaúchos Anderson Henriques (45s40) e Pedro Brumann (45s73). No feminino, vitória de Geisa Coutinho, com 51s76, melhor marca dela na temporada.

Quarto colocado no Mundial Juvenil, domingo passado, Thiago André ficou com a prata nos 800m, com 1min45s99. Dois dias antes de completar 19 anos, ele baixou em 0s07 seu recorde pessoal e se aproximou do top50 do ranking adulto (é o 52.º).