Dois são detidos após picharem prédio do curso de Direito da UFMG

Estudante flagrou a ação dos vândalos, na manhã deste sábado (2), e enviou as imagens para o jornal O TEMPO

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Parte interna da faculdade também está repleta de pichações, conforme o denunciante
Reprodução/Facebook
Parte interna da faculdade também está repleta de pichações, conforme o denunciante

Um aluno da faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) flagrou neste sábado (2) o momento em que dois jovens faziam uma enorme pichação na fachada do prédio, localizado no Centro de Belo Horizonte. Após denúncias, a dupla foi detida pela Polícia Militar (PM) e encaminhada à Superintendência da Polícia Federal (PF), no bairro Gutierrez, na região Oeste da capital, pelo crime de depredação do patrimônio público.

Segundo o aluno da universidade, que não será identificado, ele chegava para a aula na manhã deste sábado quando se deparou com a cena do jovem que se pendurava no prédio e fazia a pichação. "Um outro estava dando cobertura para ele, próximo. Após registrar as imagens, eu mesmo liguei para a polícia que os prendeu", relatou o universitário. 

A pichação trazia a seguinte frase: "Policiais cuidam da ordem sob ordem de quem faz o mal e causam toda essa desordem". Ainda conforme o jovem que estuda no local, um deles seria aluno da faculdade e o outro fazia um curso de inglês ofertado no centro acadêmico. A dupla foi levada para a PF, onde, de acordo com a corporação, assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados. Eles responderão em liberdade pelo crime. 

Assista ao vídeo da pichação sendo feita:

 

Prédio vandalizado

Ainda conforme o estudante de direito, os vandalismos não estão presentes apenas na parte externa do prédio da UFMG. "Estou indignado com esses absurdos. A faculdade está toda pichada por dentro também.  Entrar naquele prédio é muito fácil, qualquer pessoa consegue passar", reclamou o denunciante. 

De acordo com ele, o prédio conta apenas com os porteiros, que não conseguem vigiar todas as dependências do prédio, o que facilita a ação de alunos que desenham e picham frases em várias paredes da unidade. A assessoria de imprensa da UFMG foi questionada sobre as reclamações do aluno, porém, ainda não se posicionou sobre os vandalismos no prédio.

 

Leia tudo sobre: PICHAÇÕESCENTROFACULDADEDIREITOUFMGPICHAÇÃOPICHADORESPRESOS