Com Jaqueline em grande forma, Brasil atropela Itália

Ponteiro brasileira marcou 16 pontos e ajudou a construir o placar de 3 sets a 0 sobre as donas da casa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Com resultado, equipe brasileira chegou a seis pontos na competição internacional
REPRODUÇÃO FACEBOOK CBV
Com resultado, equipe brasileira chegou a seis pontos na competição internacional

Jaqueline ficou um ano afastada das quadras por conta do nascimento do primeiro filho e, mesmo sem clube, recebeu a confiança do técnico José Roberto Guimarães, que a convocou para a seleção brasileira e deu a ela uma vaga no time titular. Neste sábado, no segundo jogo do Brasil no Grand Prix, a ponteira já mostrou que o treinador tomou a decisão correta. Afinal, ela foi o grande destaque da vitória por 3 a 0 sobre a Itália, na casa das rivais, com parciais de 25/21, 25/16 e 25/15. Foram 16 pontos de Jaqueline, a principal pontuadora da partida em Sassari, na Sardenha. Desse total, 14 foram de ataque e dois no saque. Além dela, também brilhou pelo Brasil a também ponteira Fê Garay, que anotou 13 pontos, todos no ataque.  Depois de vencer a China por 3 a 1, sexta, na estreia no Grand Prix, o técnico José Roberto Guimarães manteve a escalação com Dani Lins, Fabiana, Thaisa, Fê Garay, Sheilla e Jaqueline, além da líbero Camila Brait. Só Sheilla não foi bem, marcando apenas quatro pontos. Natália e Monique chegaram a ser testadas. A Itália, apostando principalmente em Nadia Centoni, começou o jogo melhor e só permitiu ao Brasil chegar à frente no primeiro set em 18/17. Bem na defesa, as brasileiras fecharam o set em 25/21. Depois, no segundo, novamente as italianas iniciaram em vantagem. Mas Jaqueline acertou dois aces seguidos e colocou o Brasil na frente no placar. Sem deixar a Itália colocar a bola na chão, o time verde-amarelo garantiu 25/16. O terceiro set foi um atropelo brasileiro desde o início. Entregues, as italianas não reagiram e levaram um passeio. No domingo, elas vão tentar a recuperação diante da China. O Brasil encara a República Dominicana, que perdeu de 3 a 0 tanto das chinesas quanto das italianas.

Leia tudo sobre: JaquelinevôleiGrand Prixfemininoseleção brasileirasassariponteiramassacre