Vasco pega Paraná e espera iniciar arrancada na Série B

Com o time em posição intermediária, ainda longe do G4, expectativa é que partida volte a embalar cruzmaltinos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Kleber fez apenas um trabalho físico leve nesta sexta-feira
MARCELO SADIO/ VASCO.COM.BR
Kleber fez apenas um trabalho físico leve nesta sexta-feira

Com sete empates em 12 partidas, o Vasco tem neste sábado, contra o Paraná, a partir das 16h20, em São Januário, uma nova oportunidade de tentar subir na classificação da Série B e, assim, acalmar sua torcida. Com o time em posição intermediária, ainda longe do G4, o técnico Adilson Batista já começa a ter seu trabalho questionado com mais ênfase por dirigentes e conselheiros do clube.

Um tropeço do Vasco neste sábado em São Januário pode custar o emprego do treinador. Mas isso não parece muito provável, por causa da fragilidade do adversário. O Paraná ocupa a zona de rebaixamento e dá a impressão de que deverá brigar até o final da competição para se livrar da queda.

No treino de sexta-feira, o atacante Kleber foi poupado por Adilson Batista. Sentia dores musculares, mas os médicos do Vasco disseram que ele terá condições de enfrentar o Paraná, formando a dupla de ataque com Thalles.

Depois de escalar três volantes em várias partidas, Adilson Batista voltou atrás e passou a montar a equipe com Dakson ajudando Douglas na criação das jogadas. Os dois estão novamente confirmados para o jogo deste sábado.

O técnico ficou satisfeito com a atuação do Vasco na última quarta-feira, quando a equipe venceu a Ponte Preta por 2 a 1, também em São Januário, e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Disse esperar que a torcida tenha paciência se o gol demorar a sair e incentive o time contra o Paraná.

Leia tudo sobre: vascoparanáfutebolsão januáriog4adilson batista