Faixa de Gaza tem 50 mortos durante noite de ataques

Número de palestinos mortos já chega a pelo menos 1.650 desde o início da operação militar israelense, em 8 de julho

iG Minas Gerais | Da redação |

As operações israelenses na faixa de Gaza se intensificaram durante a madrugada deste sábado, 2, especialmente na cidade de Rafah, no sul do território palestino. Os bombardeiros mataram ao menos 50 pessoas na região.

Os moradores de Gaza relataram que a última noite foi "horrível", com barulho constante de drones e explosões. Na manhã de hoje, houve uma nova série de ataques de mísseis contra Israel.

Mais de cem pessoas morreram após a quebra do cessar-fogo na sexta, 1º. O número de palestinos mortos chega a 1.650 desde o início da operação militar israelense, em 8 de julho. Do lado de Israel, 63 pessoas morreram.

Os militares israelenses estão à procura de um soldado que, segundo as Forças de Defesa de Israel, foi capturado na região de Rafah na sexta-feira de manhã. O Hamas nega tê-lo sequestrado.

Negociações

O presidente do Egito, Abdel Fatah Al-Sisi, e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, disseram hoje que a proposta de cessar-fogo sugerida pelo Egito é "a única possibilidade para sair da crise" em Gaza.

O Egito apresentou em julho deste ano uma proposta de cessar-fogo seguida de negociações entre os dois lados no Cairo, com mediação egípcia.

Está prevista para hoje a chegada ao Cairo de uma equipe de negociadores palestinos, que inclui representantes do Hamas. O grupo palestino havia se negado a participar de conversas de paz. 

Folhapress

Leia tudo sobre: Israelpalestinosfaixa de gazaataquesmortos