Obra traça paralelo entre os diários íntimos e os blogs

Nádia Laguárdia, professora da UFMG, lança neste sábado livro sobre a escrita virtual dos adolescentes

iG Minas Gerais | CARLOS ANDREI SIQUARA |

Autora.Título de Nádia Laguárdia de Lima é desdobramento de tese de doutrado defendida em 2009
Acervo pessoal
Autora.Título de Nádia Laguárdia de Lima é desdobramento de tese de doutrado defendida em 2009

As redes sociais, desde quando começaram a surgir, no início dos anos 2000, encontraram nos adolescentes um público ávido por aquelas novidades. Dos blogs às páginas pessoais em comunidades virtuais, são diversas as plataformas que foram sendo apropriadas por aqueles que gostam de trocar afinidades ou compartilhar opiniões sobre o cotidiano.

Centrado nesse comportamento, o livro “A Escrita Virtual na Adolescência: Uma Leitura Psicanalítica”, de Nádia Laguárdia de Lima, será lançado neste sábado, na Livraria Quixote. A obra investiga o percurso de um hábito que, apesar dos contornos contemporâneos, traz afinidades com experiências mais antigas, a exemplo do uso dos diários.

“O diário sempre teve um lugar muito importante na adolescência. Era ali que os acontecimentos da intimidade eram depositados, e ele geralmente vinha com um cadeado, ou seja, o que se escrevia ali era escondido de todo mundo. Ao ler alguns blogs, eu notei que o tipo de texto publicado naqueles espaços era muito semelhante àqueles dos diários do passado, mas com a diferença de que agora o que se confidencia é aberto ao público”, observa Nádia, que é professora do curso de psicologia da UFMG.

Atenta a essas mudanças, ela pesquisou esse tema no seu doutorado concluído em 2009 e é fruto desse percurso o título que agora vem a público. De acordo com ela, a edição apresenta um percurso histórico dessa relação entre a escrita íntima e os diários, até novos desdobramentos na contemporaneidade, na qual essas expressões ganham cada vez mais o ambiente público.

“Em torno dessa passagem, eu contextualizo a questão do público e do privado, pensando o último como um valor que surge historicamente e delineia a noção de intimidade. Ou seja, esse tema também está relacionado a uma construção histórica e cultural”, diz.

Ao refletir sobre o presente, ela identifica um estreitamento entre essas esferas pública e privada, refletindo a radicalização da exposição do indivíduo. “Hoje, mais do que estar com um amigo, é importante postar a foto do passeio no blog, ou do prato, em vez de apenas comê-lo”, conclui.

Agenda

O quê. Lançamento de “A Escrita Virtual na Adolescência: Uma Leitura Psicanalítica” (ed. UFMG, R$ 70, 573 págs.)

Quando. Neste sábado, às 11h

Onde. Livraria Quixote (rua Fernandes Tourinho, 274, Savassi)

Quanto. Entrada franca

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave