Torcedores protestam e tentam invadir sede do Botafogo

Morteiros teriam sido soltados em frente à sede do clube. Crise toma conta do time antes do jogo contra o Cruzeiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Botafoguenses protestaram pelo terceiro dia consecutivo
Flickr/Divulgação
Botafoguenses protestaram pelo terceiro dia consecutivo

A crise no Botafogo ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. Um grupo de torcedores ligados às organizadas tentou entrar na sede do clube, em General Severiano. De acordo com a assessoria do time carioca, um membro da diretoria conversou com os integrantes da torcida e impediu o avanço às áreas internas do clube. Depois do incidente, os torcedores teriam soltado morteiros em frente à sede do Botafogo. A Polícia Militar, porém, não confirma a informação. De acordo com a corporação, o grupo recuou e deixou o local pacificamente. Nenhuma pessoa foi presa. Mais cedo, no Engenhão, outro protesto contra diretoria foi realizado pelos torcedores. Uma faixa, na ocasião, foi estendida em frente ao estádio. "Estamos aqui por amor ao Botafogo e para apoiar vocês, jogadores. Jamais por essa diretoria amadora! Joguem por nós." A diretoria do clube chegou a receber alguns integrantes de organizadas para explicar a situação financeira que o Botafogo atravessa. O fato ocorre dois dias depois de os jogadores se reunirem com o diretor técnico de futebol, Wilson Gottardo, para tentar encontrar uma saída. Os atletas têm de receber os direitos de imagem e FGTS, além de três meses de salário. No último domingo, antes do clássico contra o Flamengo, os jogadores entraram em campo com uma faixa protestando contra os salários atrasados. No início deste ano, eles atrasaram alguns treinamentos e se recusaram a realizar uma atividade. Depois, durante a Copa do Mundo, se negaram a viajar para a disputa de um amistoso na Paraíba. Em 13º lugar no Campeonato Brasileiro, com 12 pontos, o Botafogo volta a entrar em campo neste sábado, às 18h30, quando vai receber o Cruzeiro, no Maracanã, em partida válida pela 13ª rodada.

Leia tudo sobre: General Severianofutebolbotafogocriseinvasão torcedores