Casal é encontrado morto em matagal de Betim

Os corpos tinham sinais de violência e também lesões provocadas por animais; causas ou suspeita da morte ainda são desconhecidos pela polícia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Duas pessoas ainda não identificadas foram encontradas mortas na manhã desta sexta-feira (1°) em um matagal localizado às margens da lagoa Várzea das Flores, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.   De acordo com a Polícia Militar, um funcionário da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que não foi identificado, acionou a PM depois de passar pelo local e encontrar as vítimas caídas ao solo. O casal estava na rua Mato Fino, no bairro Chácaras São Sebastião.   Os corpos apresentavam sinais de decomposição avançada. As orelhas e os olhos das vítimas estavam deteriorados e cobertos por moscas e mosquitos. A suspeita é que as lesões tenham sido provocadas por animais.   “Devido ao estado em que foram encontrados, os corpos, provavelmente, já estavam aqui entre três e cinco dias”, disse um policial que trabalhou na ocorrência. Além disso, os corpos tinham outros sinais de violência. Uma chave foi encontrada próximo às vítimas.    Ainda conforme a polícia, o local onde o casal foi encontrado é conhecido como um lugar de desova. “Como não existem muitos moradores por perto, é comum achar corpos próximo à lagoa, e muitos deles só são encontrados dias depois de serem jogados aqui”, contou o militar.   Ainda de acordo com os policiais, a suspeita inicial é que as vítimas tenham sido arrastadas para o local, devido às marcas no chão. As causas das mortes ainda não foram reveladas, assim como a autoria do crime. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave