Prefeitura de Esmeraldas realiza demissão em massa após ordem judicial

Escola já anuncia suspensão de aulas por pelo menos dois dias; prefeitura ainda não se posicionou oficialmente e nem informou quantos perderam os cargos

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Todos os funcionários contratados da Prefeitura Municipal de Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, foram demitidos nessa quinta-feira (31). De acordo com um funcionário do gabinete do prefeito, a decisão foi tomada a partir de uma ordem judicial, que exigia o desligamento imediato em massa, para admissão apenas de concursados. A prefeitura ainda não informou a quantidade de pessoas que saíram da folha de pagamento.

Como reflexo da determinação, o serviço público já começa a ficar comprometido. Uma escola do bairro Recreio já informou aos pais que não haverá aula nesta sexta-feira (1) e nem na próxima segunda-feira (4) pela falta de funcionários.

“Na escola, 90% dos funcionários eram contratados e lá funciona três turnos. Incluindo administrativo e professores, 90% foram demitidos”, revelou uma professora, que pediu para não ter o nome divulgado.

Segundo um funcionário da prefeitura, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela administração anterior com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) já previa a demissão dos contratados para dar vaga apenas aos concursados.

A frustração dos empregados seria pela falta de um comunicado prévio. Além disso, o salário, que geralmente é pago no último dia de cada mês ainda não foi pago, nem para os efetivos.

A prefeitura ainda não se posicionou oficialmente sobre o caso.

Aguarde mais informações.

Leia tudo sobre: demissãocontratadosconcursadosescola