São Paulo deve jogar com 3 atacantes contra o Criciúma

A contusão do meia Kaká deve obrigar o técnico Muricy Ramalho a optar por mais gente na frente

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Perfeito nos 2 a 0 sobre o Bahia, decepcionante na derrota diante da Chapecoense por 1 a 0 em pleno Morumbi. O esquema com três atacantes que o técnico Muricy Ramalho aboliu nas duas últimas partidas do São Paulo, deve ser retomado neste sábado, às 18h30, diante do Criciúma, novamente em casa, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A contusão do meia Kaká - deve ser confirmada sua ausência antes do treino da tarde desta sexta-feira - deve obrigar o treinador a optar por mais gente na frente e apenas Paulo Henrique Ganso na armação das jogadas. Isso abriria espaço, então, para o atacante Alexandre Pato fazer seu segundo jogo seguido como titular. Ele atuaria ao lado de Ademilson e Alan Kardec, de volta após não poder enfrentar o Bragantino (já havia defendido o Palmeiras pela Copa do Brasil).

Ciente de que não há mais tempo para retomar os pontos desperdiçados em casa, Muricy Ramalho quer sua equipe "fazendo o goleiro adversário trabalhar" e pediu mais ofensividade. "Não adianta nada ter 67% de posse de bola e não finalizar. Temos de chegar mais no gol adversário", cobrou o treinador.

E, como Alexandre Pato foi até bem diante do Bragantino, o técnico estuda aproveitar essa fase do jogador. O atacante, inclusive, se colocou à disposição do treinador para ajudar na armação e mesmo na marcação. "Apenas não vou dar carrinhos, pois essa não é minha característica. Mas farei de tudo para cumprir o que ele necessita", disse o candidato a titular Pato.

O camisa 7 tenta aproveitar ao máximo a ausência dos atacantes Luis Fabiano e Osvaldo para não voltar a ser a quinta opção ofensiva. Como a dupla ainda se recupera de lesão, ele quer mostrar serviço.

"Quando cheguei, fiz alguns jogos bons, depois os que entraram foram melhor e mereceram a vaga de titular. Agora tenho de aproveitar os momentos que tenho de jogar. Fui bem com o Bragantino e agora espero ter uma sequência de jogos", discursou Pato.

O jogador quer acabar com as críticas no campo. Ele anda irritado pelas cobranças em cima do seu futebol. Mas pede calma para o São Paulo deslanchar. "Não é logo de cara que você vai dar resultados. Precisa de sequência de jogos e um time ideal. Vamos ver o resultado no fim do ano."

Leia tudo sobre: sao paulodevejogartresatacantescriciuma