Governo federal quer manter integração

Atualmente, essas entidades conversam pouco: a PM, por exemplo, é responsável pelo policiamento ostensivo, e a Civil, apenas pela investigação dos crimes

iG Minas Gerais |

São Paulo. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse, durante palestra no encontro anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo que o governo federal tem intenção de manter a integração entre as polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar, Civil e Força Nacional para os próximos anos. A medida foi considerada bem-sucedida durante a Copa do Mundo.  

Para isso, manterá ativos os centros integrados de segurança instalados nas 12 cidades-sede do torneio, onde as forças policiais colaboraram entre si na investigação dos crimes e na elaboração de estratégias de segurança preventiva.

Atualmente, essas entidades conversam pouco: a PM, por exemplo, é responsável pelo policiamento ostensivo, e a Civil, apenas pela investigação dos crimes. A ideia é usar as capitais de Estados que fazem fronteira terrestre com outros países (Cuiabá, Manaus, Curitiba e Porto Alegre), como parâmetros para avaliar se a integração está ou não funcionando adequadamente.

“A Copa rompeu paradigmas do isolacionismo na segurança pública e precisamos aproveitar esse momento para usar essa segurança no policiamento ordinário”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave