Movimentos veem traços de ditadura

sabella Gonçalves Miranda, fala em “violação de direitos constitucionais e políticos”

iG Minas Gerais | Litza Mattos |

Indignados, representantes de movimentos sociais condenaram a criação do órgão pelo Exército brasileiro.  

De acordo com a militante pela educação pública em Belo Horizonte Maria da Consolação, “isso mostra um crescimento da criminalização dos movimentos socais por setores conservadores que não querem mudanças”. “É a mesma forma de controle que foi utilizada na época da Ditadura Militar”, diz.

Surpresa após saber da informação, a militante do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa (Copac) e das Brigadas Populares, Isabella Gonçalves Miranda, fala em “violação de direitos constitucionais e políticos”.

“Acredito que esse processo, na verdade, mina nossa democracia, tenta eliminar de maneira contundente o que se tem visto por todo o país. Vamos agora nos articular com vários movimentos para dar uma resposta a isso”, promete. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave