Livros de Harry Potter ajudam jovens a serem mais tolerantes, afirma estudo

Leitores da série têm percepção mais favorável às minorias

iG Minas Gerais |

Cinemas. Série Harry Potter, da escritora J. K. Rowling, é constituída por sete livros e ganhou adaptação para o cinema e também diversos jogos de videogame.
WARNER/DIVULGAÇÃO
Cinemas. Série Harry Potter, da escritora J. K. Rowling, é constituída por sete livros e ganhou adaptação para o cinema e também diversos jogos de videogame.

Londres, Reino Unido. A leitura de Harry Potter ensina crianças a lutar contra o preconceito, segundo psicólogos da Universidade de Módena e Reggio Emília, na Itália. A pesquisa, publicada no periódico britânico “Journal of Applied Social Psychology”, mostra que a leitura da série torna mais favorável a percepção de jovens sobre minorias como imigrantes, homossexuais e refugiados.

Na primeira parte do experimento, os psicólogos ministraram um curso de seis semanas sobre o universo de Harry Potter para 34 alunos da quinta série. Depois os estudantes receberam um questionário, e os que se disseram interessados pelas aulas e sabiam mais sobre o mundo bruxo se mostravam mais favoráveis à situação de imigrantes na Europa.

A segunda parte do estudo analisou 117 estudantes do ensino médio. Os que leram e gostaram de Harry Potter tinham opiniões positivas sobre questões homossexuais. A terceira etapa do levantamento analisou estudantes do Reino Unido e mostrou que os fãs da série que se identificavam menos com o personagem de Lord Voldemort (grande vilão da série escrita por J. K. Rowling) também se preocupavam com refugiados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave