Gorilas de BH são acompanhadas em tempo integral

Veterinários não pretendem intervir nos partos; Lou Lou pode dar à luz a qualquer momento

iG Minas Gerais | Camila Bastos |

Lou Lou e Imbi são monitoradas por equipe durante 24 horas
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Lou Lou e Imbi são monitoradas por equipe durante 24 horas

As futuras mamães da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH) não querem saber de visitas. Assim como acontece com as mulheres, as gorilas do zoológico estão preguiçosas e cheias de vontades. Nesta quinta, o sol estava alto e nada de Lou Lou, 10, e Imbi, 14, aparecerem para os visitantes, que aguardam o primeiro nascimento dessa espécie na América do Sul.

As duas preferiram descansar e esperar quietinhas a chegada dos filhotes, já que estão nas fases finais das gestações. Mas Lou Lou pode parir a qualquer momento. As próprias gorilas vão conduzir os partos, que serão acompanhados de longe pelos profissionais da FZB-BH por meio de oito câmeras existentes no recinto. O monitoramento dessas imagens é em tempo integral. Caso o filhote da Lou Lou não chegue até a metade deste mês, os veterinários poderão intervir.

“Ao chegarmos aqui ao zoológico nos falaram da possibilidade de o filhote nascer hoje (nesta quinta). É a chance de ver um momento único”, declarou Tiago Bernardes, 34, técnico operador, que saiu de Sergipe para tirar férias em Minas.

Comportamento. Vivian Fraiha, veterinária responsável pelo setor de mamíferos, explicou que as duas gorilas têm personalidades próprias.

Segundo ela, Lou Lou é mais temperamental. “As gorilas já tendem a ser superprotetoras, e ela deverá ser mais ainda”, contou. A gravidez de Lou Lou foi percebida por mudanças de hábitos, ainda no segundo mês de gestação, e comprovada por um exame de urina.

Curiosidades

Saiba mais. A gestação de um gorila dura 8,5 meses, e o tempo médio de vida do animal é de 50 anos em cativeiro e 35 na natureza. No mundo, existem 851 gorilas em zoológicos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave