PBH deve recorrer da medida

Gladstone dos Anjos, representante do setor popular no Conselho Municipal de Políticas Urbanas (Compur), que organiza a conferência, acredita que a ação do Ministério Público é um atraso

iG Minas Gerais | bernardo miranda |

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que ainda não foi notificada sobre a decisão da Justiça de suspender a Conferência Municipal de Políticas Urbanas. Porém, o secretário municipal adjunto de Planejamento Urbano, Leonardo Castro, disse que a Procuradoria do município vai analisar a argumentação do juiz e deve recorrer para conseguir derrubar a liminar e manter o fechamento do evento no próximo sábado.  

Gladstone dos Anjos, representante do setor popular no Conselho Municipal de Políticas Urbanas (Compur), que organiza a conferência, acredita que a ação do Ministério Público é um atraso. “Não faz sentido esse questionamento chegar nesta fase final, quando já trabalhamos bastante para alinhar e escolher as melhores propostas. Nós pedimos a intervenção, mas no início”, reclamou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave