Diretor do Corinthians critica STJD: 'Gosta de aparecer'

Tribunal denunciou o Timão, além do Palmeiras, pelo vandalismo no Itaquerão no domingo passado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O diretor de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes, criticou o comportamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O tribunal pode punir o clube com a perda de mando de até dez jogos por causa das cadeiras quebradas pela torcida do Palmeiras no Itaquerão durante o clássico do último domingo. Para o dirigente, o STJD "gosta de aparecer".

"Infelizmente o SJTD gosta de aparecer em cima dos grandes, dá Ibope. Infelizmente é esse o motivo, mas ainda acredito no bom senso", afirmou Ximenes. "Se o Corinthians for punido pelo que fizeram no nosso estádio, é motivo para parar de acreditar nas instituições. Nem torcedores são. São delinquentes, marginais que frequentam estádios."

Nesta quinta-feira, o STJD denunciou o Corinthians e o Palmeiras por causa das 258 cadeiras quebradas no clássico disputado no domingo. Para o tribunal, os times infringiram o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por não impedir os torcedores de quebrar os assentos. A punição prevista é a perda de até dez mandos de campo e multa de até R$ 100 mil. O julgamento deve acontecer na próxima semana.

Leia tudo sobre: corinthiansstjddenunciaitaqueraopalmeiras