Jô garante que tentou convencer R10 a ficar no Galo

Apesar da genialidade do camisa 10 dentro dos gramados, avante afirma que o Atlético tem jogadores com qualidade para substituir o craque

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

A despedida de Ronaldinho Gaúcho deixará saudades em todos os companheiros que trabalharam com ele no Atlético. Contudo, para o atacante Jô, esta saída será bastante sentida tanto dentro como fora de campo.

Amigo do craque, o avante garante que quando ouviu R10 despedindo-se de todos após o título da Recopa Sul-Americana, ele tentou convencê-lo a permanecer no Galo, pelo menos até o fim do ano. Mas, como todos sabem, Jô falhou.

“Eu tentei convencê-lo, mas não fui eficiente. Mas estou feliz, pois vai seguir a vida dele. Tenho certeza que nesses dois anos eu aprendi muita coisa. Vai fazer falta, pois ele é realmente um amigo”, disse Jô.

Apesar da genialidade de Ronaldinho dentro dos gramados, Jô afirma que o Atlético tem jogadores com qualidade para substituir o craque, como Guilherme e Diego Tardelli.

“Dentro de campo não irá fazer tanta falta, pois o Guilherme e o Tardelli fazem essa função muito bem. Mas a amizade vai continuar, ainda vamos nos encontrar bastante”, completou.

Sobre o futuro de Ronaldinho, Jô esquivou-se e preferiu seguir o discurso do meio-campista, ressaltando que o ciclo de R10 no Galo foi finalizado após a conquista da Recopa.

“O motivo ele não tinha revelado para mim. Que o ciclo dele já estava fechando ele tinha me falado. Tentei convencê-lo para ficar até o fim do contrato, mas não consegui”, finalizou.

Dia da despedida. Na última quarta-feira, dia da saída oficial de Ronaldinho, o atacante Jô teve de resolver problemas particulares e não deu seu adeus final para R10 com a camisa do Galo. Contudo, o avante disse que entrou em contato com o craque, mesmo após a despedida após a Recopa.

“Só falei com ele por telefone. A despedida já foi na quarta (23). No final das contas eu já sabia. A despedida foi ali. É um cara excepcional que eu vou sentir muita falta”, relatou Jô.

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocampeonato brasileiroronaldinhodespedida