Duda abre temporada no atletismo sem estar 100%

Após conquistar título mundial indoor, principal nome do salto em distância do Brasil vai tentar vencer em provas a céu aberto

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Brazil's Mauro Vinicius Da Silva makes an attempt in the men's long jump final during the Athletics Indoor World Championships in Sopot, Poland, Saturday, March 8, 2014.  (AP Photo/Matt Dunham)

DUDA
Associated Press
Brazil's Mauro Vinicius Da Silva makes an attempt in the men's long jump final during the Athletics Indoor World Championships in Sopot, Poland, Saturday, March 8, 2014. (AP Photo/Matt Dunham) DUDA

Mauro Vinícius da Silva, o Duda, já faturou um título mundial este ano, indoor, em março. Mas o grande nome do salto em distância brasileiro compete neste fim de semana em São Paulo abrindo a temporada. Afinal, a série de competições indoor, no inverno do Hemisfério Norte, chegou ao fim no começo do ano. Agora a hora é de fazer bons resultados a céu aberto.

Nesta sexta, ele participa do Campeonato Ibero-Americano, em São Paulo, na sua primeira grande competição da temporada. O campeão mundial chegou a saltar em um torneio da Federação Paulista, há duas semanas, como aquecimento. Agora ele vai em busca de mais um título internacional, no Ibirapuera, mesmo sem estar 100%.

"Estou voltando e acho que já consigo acertar uma marca por volta dos 8 m. Quero saltar bem e vou me empenhar para isso, mas acho que ainda não estou com 100% da forma física. É uma competição forte, vão vir atletas fortes de outros países e eu quero ganhar, com a marca que for", comentou o brasileiro.

Duda chegou a participar dos Jogos Sul-Americanos, em Santiago (Chile), em março, logo depois do bicampeonato mundial indoor, mas teve uma lesão no joelho em março. "O joelho está bem, já está legal. Agora é competir e ganhar ritmo", comentou o saltador, que disputa o GP Brasil, em Belém, daqui a duas semanas, e depois participa de duas etapas da Diamond League na Europa.

ANA CLÁUDIA - Outra que volta de lesão no Ibero-Americano é Ana Cláudia Lemos e Silva. A velocista perdeu o Mundial Indoor por conta de uma lesão no pé e, quando estava voltando a treinar, em abril, sofreu uma fatura no dedinho. Em junho, participou de uma competição só para marcar tempo para o Ibero-Americano e agora quer voltar com tudo.

"Fiz bons treinos e estou bem preparada. Agora, é hora de competir. Estou pensando em voltar a competir e conseguir boas marcas. O resto será consequência", comentou a brasileira, que vai participar da prova de 100 metros e do revezamento 4x100 metros.

Leia tudo sobre: atletismosalto em distanciadudatemporada