Finalistas em 2013, Brasil e China se reencontram no Grand Prix

Na estreia das duas equipes no Grand Prix deste ano, brasileiras terão cuidados extras após evolução das adversárias

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Fabiana será a capitã da seleção brasileira no Grand Prix pela quinta vez
Alexandre Arruda/CBV
Fabiana será a capitã da seleção brasileira no Grand Prix pela quinta vez

O Brasil começa hoje sua defesa pelo título do Grand Prix, às 12h30, justamente diante de seu adversário da final de 2013: a China. O histórico confronto entre os dois times coloca frente a frente a seleção que mais venceu a competição (o Brasil ganhou nove vezes) e a que mais participou desde 1993 (este é o 22º torneio consecutivo das chinesas). O jogo será realizado  na cidade de Sassari, na Itália, e a partida será válida pelo grupo C.

Pela quinta vez com a responsabilidade de ser a capitã do Brasil na disputa, a central Fabiana pede atenção redobrada contra a equipe asiática. Apesar de na final do ano passado as brasileiras terem feito 3 a 0 com certa facilidade, as adversárias evoluíram bastante e têm jogadoras perigosas.

“A expectativa é grande. Sabemos que elas mudaram algumas jogadoras do torneio de Montreux para o Grand Prix. O time delas está mais completo. É uma equipe que mexe bastante e tem a Zhu, que apesar de nova tem um ataque muito alto. Sabemos que a nossa defesa vai ter que funcionar no jogo contra as chinesas”, revela ela.

O mesmo cuidado é ressaltado pelo experiente José Roberto Guimarães, que espera seguir no embalo das últimas grandes campanhas do Brasil. Com grandes jogadoras em seu elenco, o técnico elogia o time da China e aponta quais devem ser as principais preocupações de sua equipe.

“As duas opostos são canhotas e as centrais dão muitas opções de ataques para a levantadora. Por isso, precisamos sacar bem e a nossa relação entre o bloqueio e a defesa precisa funcionar. A nossa atenção tem que ser redobrada em função da velocidade delas”, explicou.

Após a estreia nesta sexta-feira, nada de descanso para as brasileiras. No sábado, às 15h, a seleção enfrenta as donas de casa, e no domingo, às 12h30, joga contra a República Dominicana.