Sem espaço na NBA, Fab Melo reforça o Paulistano

Jogador disse que decidiu voltar para o Brasil em busca de alcançar continuidade nas quadras, coisa que não conseguiu na liga norte-americana

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Pivô brasileiro teve um desempenho discreto pelos Mavs na pré-temporada
REPRODUÇÃO/NBA
Pivô brasileiro teve um desempenho discreto pelos Mavs na pré-temporada

O pivô brasileiro Fab Melo chegou à NBA como uma promessa para o garrafão do Boston Celtics, que o selecionou no Draft da temporada 2012/2013. Passados quase dois anos, no entanto, o jogador não conseguiu espaço na liga norte-americana e, sem equipe para o campeonato de 2014/2015, voltou ao Brasil. Ele foi confirmado como novo reforço do Paulistano, tradicional clube de São Paulo.

"Eu não estava conseguindo jogar uma temporada inteira nos Estados Unidos, precisava de continuidade e o Paulistano me ofereceu isso. Cheguei a treinar por aqui antes de ir para os Estados Unidos, então é um ambiente onde me sinto bem", declarou o jogador.

Fab Melo atuará pelo time paulista na próxima edição do NBB, além de ser reforço para o Campeonato Paulista deste ano a Liga das Américas de 2015. Será a primeira vez que ele atuará profissionalmente no Brasil, já que foi com apenas 17 anos para os Estados Unidos atuar na Universidade de Syracuse.

O pivô atuou em seis jogos da temporada 2012/2013 pelo Boston Celtics, com médias de 1,2 pontos e 0,5 rebotes, mas logo ficou sem espaço e foi para a D-League, a liga de desenvolvimento da NBA. No início da temporada seguinte, foi para o Memphis Grizzlies, mas antes mesmo de estrear foi repassado ao Dallas Mavericks. No Texas também não vingou, foi reencaminhado à D-League e não voltou mais à NBA.

Em busca de tempo de jogo e de destaque para ter nova chance na principal liga de basquete do mundo, ele chega para reforçar o atual vice-campeão do NBB - perdeu a última decisão para o Flamengo -, ao lado do armador Fernando Penna, outro contratado do Paulistano. "Aqui o estilo é de jogo em equipe, sem individualismo, como eu gosto de jogar. Acho que posso ajudar muito na defesa, que é meu forte, mas estou treinando para desenvolver ainda mais minhas habilidades", avaliou.

Leia tudo sobre: fab melobasquete