Suspeito de matar o tio e dupla que matou homem por carro são presos

Autores dos crimes foram apresentados em BH nesta quinta-feira

iG Minas Gerais | JHONNY CAZETTA |

A devolução de um carro recém-comprado, com o motor fundido após 20 dias com o novo dono. Esse foi o estopim, segundo a Polícia Civil, para o assassinato do gesseiro Eduardo dos Santos, de 29 anos, morto com sete tiros dentro de seu apartamento no bairro Jardim Vitória, região Nordeste de Belo Horizonte, em 14 de junho deste ano.

Nesta quinta-feira (31), o delegado responsável pelo inquérito policial do caso, Emerson Morais, apresentou os dois suspeitos do crime e também detalhes da investigação. De acordo com ele, Santos comprou um Chevrolet Monza de Welbert Castro Borges Benedito, vulgo Bebeto, de 18 anos, por R$ 3 mil. “Só que esse carro fundiu o motor após 20 dias de uso, daí o Eduardo tentou devolver o veículo antes mesmo de ter pago o valor acordado”, contou o policial.

Quando procurado, Bebeto não teria aceitado a proposta e disse que queria os R$ 3 mil ou então o carro consertado de volta, junto com um valor de aluguel pelos 20 dias que a vítima ficou com o carro. “Na verdade, além da devolução do carro consertado, ele queria uma arma como pagamento pelos dias que ele utilizou o veículo. Coisa que o Eduardo não aceitou, já que pensava estar no direito dele”, disse o delegado.

Crime Diante da falta de acordo e na eminência de perder “dinheiro” Bebeto então teria começado a ameaçar o gesseiro de morte. Foi aí, que diante de novas negativas, o suspeito teria chamado o amigo Kennedy Charley de Souza, o Keninho, de 26 anos, para participar do crime.  “No dia dos fatos, por volta das 17h, o Keninho levou o Bebeto até a casa da vítima. Lá houve uma nova discussão e eles foram embora. Só 15 minutos depois eles voltaram e começaram a atirar”, descreveu o delegado.

Ao todo, sete tiros   atingiram  a vítima, que morreu na hora ao lado de uma  sobrinha de 5 anos de idade, que teve o rosto todo sujo de sangue do tio. Um dos tiros também  acertou a sogra  de Santos, que tentou defender os tiros. Após o crime, os dois suspeitos ameaçaram a família e a ainda a expulsou da residência.

Histórico De acordo com a Polícia Civil, Bebeto já tem passagem no mundo crime. Ele teria participado, quando menor, do assassinato de um casal, também ocorrido no Jardim Vitória, em 2012.

Outro A Polícia Civil também apresentou também o suspeito de um outro homicídio, ocorrido em Belo Horizonte. O caso ocorreu no bairro Paulo VI, na região Nordeste, em 22 de fevereiro deste ano. Na ocasião, Washington Nicolau Barreto, o Totola, de 19 anos, teria matado o próprio o tio, Marcílio Nicolau, de 40 anos.

As investigações da polícia apontam que a motivação do homicídio foi porque o tio teria roubado uma arma do jovem, que estava escondida no terreiro de uma vizinha.

O suspeito foi preso nessa quarta , em Igarapé, na região metropolitana, e teria agido em parceria com um adolescente de 17 anos, que teria fugido para o Vale do Jequitinhonha. A vítima foi morta com seis tiros. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave