Com prazo apertado, Cruzeiro se esforça para ter Willian contra o Bota

Mesmo com o pouco tempo restante para regularizar o jogador antes do duelo no Maracanã, Raposa ainda não descartou presença do atacante neste sábado

iG Minas Gerais | GABRIELA PEDROSO |

Willian realiza sonho e diz que sensação por permanecer no Cruzeiro é semelhante a de um título
GUSTAVO BAXTER/ O TEMPO
Willian realiza sonho e diz que sensação por permanecer no Cruzeiro é semelhante a de um título

Apesar das expectativas criadas, as chances do atacante Willian enfrentar o Botafogo, neste sábado, às 18h30, no Maracanã, diminuem a cada momento. O Cruzeiro, que já tem boa parte dos documentos do jogador nas mãos, ainda espera pela chegada de outros que restam para regularizar o atleta e colocá-lo em campo.  O problema é que, para ver o jogador na partida, o time celeste precisa entregar a papelada de sua transferência à CBF até esta sexta-feira, aguardar a análise da entidade e a publicação do nome de Willian no Boletim Informativo Diário (BID). "Para ele ter condição de jogar no sábado, a documentação tem de estar na CBF até amanhã (sexta-feira). Quase todos os documentos já chegaram. O Cruzeiro trabalha no seu ritmo normal, com todo o cuidado por ser uma transferência internacional, e então, assim que tudo estiver pronto, vamos encaminhar e aguardar a resposta da CBF", explicou o diretor de comunicação do Cruzeiro, Guilherme Mendes. No primeiro coletivo da semana visando ao confronto, o técnico Marcelo Oliveira chegou a escalar o jogador ao lado de Dagoberto no ataque, no time reserva. O mesmo, porém, não aconteceu nesta quinta-feira. Willian treinou à parte e ficou fora do trabalho tático, em um indício de que não deve enfrentar o clube carioca. Por conta da demora no acerto entre Cruzeiro e Metalist (UCR) sobre o seu destino, Willian ainda não jogou depois da Copa do Mundo. O atacante permaneceu na Toca II após a Raposa pagar 3,5 milhões de euros aos ucranianos e assinou um contrato por quatro temporadas.

Leia tudo sobre: cruzeirowillianfutebolchancejogobotafogo