Cidade tenta bater o próprio recorde com queijo de 1,7 tonelada

Parceria entre cooperativa e prefeitura de Ipanema (MG) pretende produzir, outra vez, o maior queijo minas do mundo

iG Minas Gerais | ENNIO RODRIGUES |

Em 2013, o maior queijo do mundo também foi feito no local e pesava 1,6 tonelada
Divulgação/Prefeitura de Ipanema
Em 2013, o maior queijo do mundo também foi feito no local e pesava 1,6 tonelada

Pelo quinto ano consecutivo, produtores de Ipanema (MG) pretendem quebrar o recorde e produzir o maior queijo do tipo minas padrão do mundo. A façanha ocorrerá no próximo sábado (2), durante a quinta edição da Festa do Queijo. 

O queijo já está pronto e em processo de curação. Foram gastos 15,5 mil litros de leite na produção do derivado. “A ideia da festa é reforçar e divulgar a identidade da nossa economia local: a pecuária leiteira. Esse é o evento do ano para Ipanema e cidades vizinhas”, avalia o diretor vice-presidente da Cooperativa Agropecuária de Ipanema (Capil), Rui Gonçalvez. O processo de produção do queijo, segundo a prefeitura, segue um elevado padrão de qualidade. A preparação começou no dia 19 de julho.

Além do queijo, durante o evento será apresentado um doce de leite gigante de 450 quilos, feito a partir de 1.100 litros de leite em um processo de oito horas de fabricação.

Depois de apresentados, os produtos serão auditados pelo Ranking Brasil para se confirmar ou não o título de maior queijo do mundo. Então, tanto o queijo como o doce de leite será distribuídos gratuitamente durante a festa. Além dos quitutes gigantes, a Festa do Queijo terá também apresentações musicais, feira gastronômica e cursos gratuitos de culinária do queijo.