Jovem mineira busca apoio para competir no Brasileiro

Torneio sub-13 será disputado em João Pessoa, na Paraíba, a partir do dia 23 de agosto

iG Minas Gerais | Débora Ferreira |

Expectativa. Sem saber ainda se terá condições de viajar, Ester mantém rotina de cinco treinos por semana e sonha em ser profissional
DENILTON DIAS / O TEMPO
Expectativa. Sem saber ainda se terá condições de viajar, Ester mantém rotina de cinco treinos por semana e sonha em ser profissional

Em ritmo de investimento para as Olimpíadas do Rio, em 2016, o governo tem lançado diversos projetos de apoio aos esportes olímpicos. Mas, se para quem está já está na prática profissional há incentivos, a realidade dos atletas de base é bastante diferente. Nem mesmo trajetórias de conquistas atraem gente para patrocinar.  

A adolescente mineira Ester Clemente, de 13 anos, venceu duas etapas do Campeonato Mineiro de Judô e conseguiu uma vaga para disputar o Campeonato Brasileiro Sub-13, que acontece a partir de 23 de agosto, em João Pessoa (PB). Destaque da Academia Águia Branca, em Betim, onde treina desde que começou, há apenas um ano e meio, a jovem e sua família ainda estão à procura de quem possa bancar a viagem. Enquanto nada se define, Ester concilia os treinos com a ansiedade de saber se conseguirá viajar ou não.

“Comecei a praticar o judô de tanto ver meu irmão João Gabriel chegar feliz em casa depois das aulas. E quando eu vi que me classifiquei para o Brasileiro, eu chorei, fiquei muito feliz”, conta ela.

Segundo seu professor e técnico, Alan Valter, a situação da adolescente, que tem potencial para alcançar uma medalha, é ainda mais cruel por não se tratar de uma quantia tão alta.

“Temos projetos aprovados na Lei do Incentivo. Ou seja, a empresa que apoiar não vai tirar dinheiro do bolso, e o valor que pagaria ao governo retornaria em marketing positivo, saudável. A Ester está classificada, com chance de resultado, treina para ir e pode ser que na última hora ela fique frustrada e não vá”, diz ele.

E a rotina da pequena atleta é mesmo voltada para quem quer ser profissional. Mesmo sem contar com uma estrutura completa, a jovem alterna três treinos de duas horas cada por semana, em Betim. Na academia, apenas dois dojôs servem os judocas. Nos outros dois dias da semana, ela faz musculação em Contagem, cidade onde mora.

Seu pai, Marcos Bernardes Clemente, tem uma planilha para a viagem a João Pessoa e tenta arrecadar R$ 2.500 para custeá-la. “Não só apenas esse campeonato brasileiro que me preocupa. Mesmo que ela consiga ir, eu penso em como será depois”, diz ele.

Incentivos

Apoio de casa. Caçula na família, Ester estuda bastante e precisa tirar notas boas para se manter na Águia Branca. Seus pais a estimulam na carreira de atleta e sempre levaram a menina e seu irmão às aulas de judô.

Judoca já sonha com chance em torneios internacionais Desde que começou a praticar o esporte, Ester tem se mostrado altamente competitiva e recebe elogios até do experiente mestre e professor Costa, que segundo os companheiros da academia, não faz isso com frequência. “Ela é uma jovem atleta que está no processo. Ainda é de uma classe formadora, mas está no caminho”, elogia o professor Costa. Se ficar em primeiro ou segundo lugar em sua categoria (-42kg), a estudante ganha a oportunidade de disputar o Pan-Americano Sub-15, em novembro, na Argentina, e pode fazer sua primeira viagem internacional, um desejo que fica para depois de ir ao Brasileiro. Ester não perde a esperança. “Li uma coisa que eu gostei bastante: quando um sonho acaba, a melhor parte é começar a procurar um novo”, diz.

Saiba mais Contatos. Quem quiser conhecer melhor a Ester e ajudá-la a disputar o Brasileiro pode entrar em contato com o pai dela. Marcos Clemente Telefone: (31) 9238-6713 Email: marcosbernarde@hotmail.com Site: http://marcosbgrafica.wix.com/esterjudobrasil Academia Águia Branca (31) 3532-1723 e 9985-6303

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave