Palmeiras ganha da Fiorentina e alivia má fase

Equipe brasileira aplicou 2 a 1 nos italianos em jogo válido pelo torneio amistoso Copa EuroAmericana

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Palmeiras reencontrou o caminho das vitórias na noite desta quarta-feira, ao ganhar da Fiorentina por 2 a 1, no Pacaembu. Apesar de ter sido um jogo pelo torneio amistoso Copa EuroAmericana, que fez parte das comemorações do centenário do clube, o resultado positivo diante da quarta colocada do último Campeonato Italiano serviu para aliviar o ambiente palmeirense depois de três derrotas seguidas no Brasileirão.

Com a vitória palmeirense, a disputa da Copa EuroAmericana ainda está aberta. Criada no ano passado, quando os times europeus levaram a melhor no duelo com os americanos por 6 a 2, a edição atual do torneio está agora empatada por 4 a 4. Assim, a definição será no último jogo, entre Universitario e Fiorentina, no sábado, no Peru.

Num dia festivo, o Palmeiras entrou em campo com seu novo uniforme: a camisa azul, criada para comemorar o centenário e homenagear a Itália. E ainda faturou o Troféu Julinho Botelho, taça simbólica colocada em jogo pela diretoria palmeirense, que faz referência ao ex-jogador que defendeu os dois clubes e morreu em 2003.

Pressionado pelas três derrotas seguidas no Brasileirão, que deixaram o Palmeiras em 12º lugar, o técnico Ricardo Gareca resolveu poupar alguns titulares nesta quarta-feira, já pensando no jogo de domingo, contra o Bahia, também no Pacaembu. Mas promoveu a estreia do meia argentino Allione, reforço que foi apresentado dois dias antes.

Mais organizada em campo, a Fiorentina começou melhor e esteve muito perto de abrir o placar aos 11 minutos, quando Babacar, sozinho diante do goleiro, chutou para fora e perdeu uma chance incrível de gol. A resposta palmeirense foi imediata. Aos 13, Victor Luis arriscou de fora da área e mandou no canto oposto, fazendo 1 a 0.

Depois do gol, o Palmeiras passou a controlar o jogo, sem correr tantos riscos na defesa. Assim, acabou ampliando o placar aos 35 minutos, quando Leandro fez uma bonita jogada em velocidade e tocou na saída do goleiro brasileiro Neto. Para o atacante palmeirense, um gol muito importante, pois ele vem em má fase, criticado pelos torcedores.

Empurrado pela torcida, o Palmeiras voltou do intervalo no ataque. Assim, quase ampliou aos três minutos, quando Josimar arriscou de longe e assustou o goleiro Neto. A Fiorentina, porém melhorou muito de produção quando o atacante Rossi entrou em campo. Aos 19, ele já deu ótimo passe para Pasqual, que mandou a bola na trave de Fábio.

Do lado palmeirense, Gareca mexeu no time, dando espaço para jogadores como Bernardo, que exigiu uma difícil defesa de Neto aos 20 minutos. Também tirou Allione, após uma boa estreia com a camisa do Palmeiras, e promoveu a entrada do zagueiro uruguaio Victorino, voltando a jogar futebol depois de quase dois anos com seguidas lesões.

Mas, mesmo com fôlego novo no time do Palmeiras, passou a prevalecer o talento de Rossi, atacante cujo corte da seleção italiana antes da disputa da Copa do Mundo causou polêmica na Itália. Mostrando muita qualidade, ele passou a comandar a Fiorentina em campo e fez um belo gol aos 27 minutos, tocando com categoria na saída do goleiro Fábio.

Pressionando, a Fiorentina criou chances para empatar. A melhor delas foi aos 37 minutos, quando Tomovic ficou sozinho diante do goleiro Fábio e chutou para fora. Mas, mesmo levando sufoco no final, o Palmeiras conseguiu segurar a vitória. Motivo de festa para a torcida palmeirense no Pacaembu e de alívio para o grupo comandado por Gareca.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 1 FIORENTINA

PALMEIRAS - Fábio; Weldinho, Wellington (Victorino), Marcelo Oliveira e Victor Luis; Josimar, Wesley (Léo Cunha), Mendieta (Bernardo) e Allione (Mazinho); Leandro e Érik (Patrick Vieira). Técnico: Ricardo Gareca.

FIORENTINA - Neto; Tomovic, Hegazi, Savic e Pasqual; Bakic (Piccini), Lazzari (Vargas) e Matias Fernandes (Vecino); Ilicic (Rossi), Joaquín (Pizarro) e Babacar. Técnico: Vincenzo Montella.

GOLS - Victor Luis, aos 13, e Leandro, aos 35 minutos do primeiro tempo; Rossi, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS - Pasqual e Pizarro.

RENDA - R$ 921.192,50.

PÚBLICO - 20.285 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.  

Leia tudo sobre: fiorentinapalmeirasamistosocopa euroamericanafutebol