Delegado pedirá prazo maior para a conclusão do inquérito do viaduto

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (30) pela Polícia Civil

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Parte do viaduto que está de pé pode ser importante para saber o que o correu com outra alça
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Parte do viaduto que está de pé pode ser importante para saber o que o correu com outra alça

O delegado responsável pela investigação da queda do viaduto Batalha dos Guararapes, na avenida Pedro I, no bairro São João Batista, em Venda Nova, pedirá um prazo maior à Justiça para concluir o inquérito. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (30) pela Polícia Civil (PC). 

Segundo a corporação, o delegado regional de Venda Nova, Hugo e Silva, informou que o prazo de 30 dias para a conclusão do inquérito termina nesse domingo (3), e que ele solicitará a dilação do prazo à Justiça na segunda-feira (4), enquanto espera a conclusão do laudo pericial. Até o momento já foram ouvidas mais de 55 pessoas. 

Ainda de acordo com a PC a parte da alça que estava acima do pilar central, denominada tabuleiro, terminou de ser removida nesta quarta. Somente após a retirada do entorno do pilar, que terá início nesta quinta-feira (31), o prazo de 30 dias para a conclusão do laudo pericial passará a contar.

Alça norte

Após a notícia veículada em O TEMPO nesta quarta, informando que o Instituto de Criminalística (IC) da PC solicitou à Prefeitura de Belo Horizonte que suspendesse o processo para a demolição da alça norte, o diretor do instituto, Marco Paiva, encaminhou um ofício ao Ministério Público.

O documento informa que “quanto à segurança da alça norte, bem como a necessidade ou não de demolição, a Polícia Técnico-Científica se exime de emitir qualquer parecer, por não ser competência da mesma, já que a alça norte não é alvo de investigação criminal”.