BH deve ganhar 100 Km de ciclovias até o fim do ano

A previsão da BHTrans é que até 2020 os 340 quilômetros de ciclovias previstos no PlanMobBH devem ser implementados na cidade; parte deles, será interligada diretamente ao Move e ao metrô

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Bom.Em alguns trechos, eles ainda dividem espaço com carros e ônibus, mas ciclistas aprovam projeto
PEDRO GONTIJO / O TEMPO
Bom.Em alguns trechos, eles ainda dividem espaço com carros e ônibus, mas ciclistas aprovam projeto

Com passos lentos, Belo Horizonte está caminhando para se tornar uma cidade que investe nos pedais como meio sustentável de transporte. É que até 2016, 200 quilômetros de ciclovias devem ser implantados na cidade, a fim de estimular o uso de bicicletas por moradores da cidade e interligar os ciclistas diretamente ao sistema de transporte coletivo, como o metrô e o Move (nome dado ao BRT da capital, sistema rápido de transporte por ônibus).

Segundo a BHTrans, a ideia é implantar cerca de 340 quilômetros de rotas cicloviárias estruturantes - o que deve ser finalizado só em 2020 -, das quais 150 quilômetros serão interligados diretamente ao metrô e ao Move, iniciativa que leva o nome de PlanMobBH. Além disso, as ciclovias terão como complemento a implantação de estacionamentos para bicicletas e bicicletários nas estações de integração. Os próprios ônibus do Move já contam com áreas específicas para acomodação de bicicletas. Este embarque é permitido aos sábados, a partir de 15h, aos domingos e feriados, nos ônibus que passam pelas avenidas Antônio Carlos, Pedro I e Cristiano Machado.

As ciclovias estão sendo planejadas por região. Os cerca de 150 quilômetros para integração ao sistema de transporte público da cidade serão divididos em 23,53 Km para a regional Norte, 19,19 Km para a regional Oeste, 24,67 Km para o Barreiro, 15,34 Km para a região Noroeste da cidade, 22,78 Km para Venda Nova, 18,04 Km para a regional Nordeste e 15,92 Km para a região da Pampulha.

Ao todo, já foram elaborados os projetos executivos de 68,73 Km da rede cicloviária prevista que, segundo a BHTrans, estão prontos para serem implantados. Cada quilômetro de ciclovia demanda o investimento aproximado de R$ 150 mil. No entanto, esse custo pode cair, quando a BHTrans aproveita trechos em construção para implementar a ciclovia correspondente.

Ciclovias que já existem

Algumas ciclovias já começaram a ser implantadas em 2011 por meio do programa Pedalar BH, que prevê também a implantação de paraciclos e bicicletários - equipamentos para estacionamento de bicicletas - pelas ruas de Belo Horizonte. Ainda de acordo com a BHTrans, até abril deste ano, Belo Horizonte já contava com um total de 70,42 Km de ciclovias e a meta é, até o fim do ano, completar 100 Km de ciclovias na cidade. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave