Lisicki bate recorde de saque mais rápido entre mulheres

Ao ficar sabendo da marca, tenista alemã usou sua página no Twitter para comemorar o feito

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Lisicki avançou ao derrotar a estoniana Kaia Kanepi por duplo 6/3
Reprodução/Facebook
Lisicki avançou ao derrotar a estoniana Kaia Kanepi por duplo 6/3

A alemã Sabine Lisicki perdeu e foi eliminada do Torneio de Stanford, nos Estados Unidos, na última terça-feira, mas pôde celebrar o fato de ter escrito seu nome na história do tênis. Na derrota por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 6/1, para Ana Ivanovic, a tenista número 29 do mundo disparou o saque mais rápido da modalidade entre as mulheres até hoje.

Quando o confronto estava em 5 a 5 no primeiro set e 40 a 30 no 11º game, Lisicki acertou um saque forte, que ainda tocou na raquete de Ivanovic e foi para fora. O placar, então, mostrou 131 milhas por hora (211 km/h). Mais tarde, a IDS, entidade que coleta a velocidade dos saques dos tenistas na ATP e na WTA, confirmou a marca, que é um pouco maior do que a de Venus Williams, até então líder com 207,6 km/h.

Ao ficar sabendo da marca, Sabine Lisicki usou sua página no Twitter para comemorar. "Bom, ao menos eu quebrei o recorde de serviço mais rápido da WTA", escreveu, ainda um pouco decepcionada pela derrota. A tenista é conhecida justamente pelo saque potente e chegou a ganhar o apelido de "Boom Boom Lisicki" de um comentarista norte-americano.

Leia tudo sobre: tenissaquemaisrapidomulhereslisicki