Integrantes da ocupação William Rosa fecham BR-040 na altura da Ceasa

Grupo reivindica pagamento de bolsa moradia às famílias da ocupação e garantia de recursos para a construção de casas em um terreno que será cedido pela prefeitura de Contagem

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Moradores da ocupação William Rosa fecharam os dois sentidos da BR-040 na altura da Ceasa, na manhã desta quarta-feira (30). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) há cerca de 100 pessoas protestando na via.

Segundo Roberto Verônica, integrante da ocupação, o grupo reivindica a realização de uma audiência com o governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, e com a presidente Dilma Rousseff. Eles querem que o Estado garanta bolsa moradia a todas as famílias da ocupação e que o governo federal disponibilize recursos para a construção de casas em um terreno que será cedido aos moradores da ocupação pela prefeitura de Contagem.

A PRF orienta motoristas que seguem de Belo Horizonte para Sete Lagoas e no sentido contrário a utilizar a Via Expressa e, assim, evitar trecho interditado na BR-040.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o governo do Estado e aguarda posicionamento sobre as reivindicações do grupo.

Viaduto do Anel Rodoviário

Cerca de 40 moradores da Vila da Paz colocaram fogo em pneus sob o viaduto do Anel Rodoviário, na altura do bairro Universitário, na região da Pampulha, para protestar contra a desapropriações no aglomerado.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o protesto aconteceu por volta das 9h e não chegou a prejudicar o trânsito no local. Os bombeiros foram acionados para controlar as chamas.

 

 

 

 

Leia tudo sobre: ocupaçãowilliam rosaBR-040fechada