Candidatos investem em imóveis de luxo para comitês

Prédio inaugurado nesta terça pelo petista Fernando Pimentel custaria pelo menos R$ 490 mil por mês

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda e Guilherme Reis |

Inaugurado nesta terça, espaço do PT irá abrigar também estrutura para Dilma
MOISES SILVA / O TEMPO
Inaugurado nesta terça, espaço do PT irá abrigar também estrutura para Dilma

Dentro do limite de gastos milionários estipulado pelos dois principais candidatos ao governo de Minas, Fernando Pimentel (PT) e Pimenta da Veiga (PSDB), está o investimento alto nos comitês eleitorais. Ambas as sedes são localizadas em áreas nobres de Belo Horizonte e contam com estruturas luxuosas para receber as equipes dos partidos.  

Nesta terça, Pimentel inaugurou o QG da campanha, localizado na antiga sede do Central Shopping, na avenida Afonso Pena, no bairro Funcionários. Pelo local, passarão diariamente, segundo a assessoria do candidato, mais de 150 pessoas, entre membros dos comitês temáticos e contratados para fazer a divulgação da campanha. No local, ainda há auditórios, salas de reunião e um escritório particular para o ex-ministro. A torre de 25 andares se destaca na região Centro-Sul em meio a prédios antigos. A fachada é coberta de cristais reflexivos na cor esmeralda e um amplo espaço interno. Desde a última segunda-feira, quem passa pelo local identifica a fachada como um espaço petista. Vários cartazes com as cores do PT estão estampados. A campanha ocupará nos próximos três meses os três primeiros andares do edifício. Apenas parte do segundo nível, que ainda está em reforma, será dividida com a equipe de campanha da presidente Dilma Rousseff em Minas. Procurada, a equipe petista não informou o custo do aluguel e disse que os valores serão disponibilizados à Justiça Eleitoral quando for feita a prestação de contas. A reportagem de O TEMPO falou com um dos envolvidos na negociação da locação, que afirmou que o aluguel dos três andares – o equivalente a 8.200 m² – não sai por menos de R$ 490 mil por mês. Pimentel teve nesta terça sua segunda agenda de campanha no local. Ele comentou a escolha de um espaço junto com o da presidente Dilma. “Do ponto de vista logístico, nós achamos melhor, já que as campanhas estão acopladas.” QG TUCANO. Adversário do petista, Pimenta da Veiga escolheu um tradicional espaço de festas da capital para instalar o centro político da campanha e não poupou nos gastos. O Imperador, na avenida do Contorno, no bairro Gutierrez, abriga a equipe tucana desde meados de junho num espaço de 4.400 m². O prédio de cinco pavimentos é anunciado na internet como um empreendimento de alto luxo, “com acabamento e materiais requintados e sofisticados de primeiríssima qualidade”. A administradora do edifício informa que, por um contrato de cinco anos, o valor do aluguel é de pelo menos R$ 180 mil mensais, mas não revela detalhes do contrato com a campanha tucana. Através da assessoria, o PSDB informou que a locação custará R$ 200 mil até o fim da campanha. O prédio abriga os escritórios de Pimenta da Veiga e de seu vice, Dinis Pinheiro (PP). Nas salas de reunião e no auditório ficarão os espaços temáticos, como diversidade sexual, esportes, PSDB Mulher, Tucanafro e PSDB Sindical, além do telemarketing,

Despesas Total. Apesar de pagar um aluguel mais caro pelo comitê eleitoral, Fernando Pimentel calcula gastar R$ 42 milhões com a campanha neste ano. Já Pimenta da Veiga informou à Justiça Eleitoral despesa total de R$ 60 milhões. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave