Agência recusa clientes da política

O mercado, porém, segundo Quiroga, que também trabalhou com eleições em 2012, é bem positivo

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

A agência de marketing digital Mind foi responsável pela campanha de Dilma Roussef em 2010 e, quatro anos depois, optou por dispensar clientes de marketing eleitoral e investir em um projeto para financiadores. “Fomos chamados, mas recusamos. Foi uma decisão estratégica, eleições demandam um tempo que preferi me dedicar a um novo projeto”, explica o proprietário da agência Marcus Quiroga.  

O mercado, porém, segundo Quiroga, que também trabalhou com eleições em 2012, é bem positivo. “Vale a pena se você sabe negociar e consegue um bom contrato. É muito trabalho, mas por um curto espaço de tempo” ponderou.

Por outro lado, o empresário afirma que é desgastante. “Suga seu tempo. Se estivesse em campanha agora certamente não teria tempo nem de conversar com você”, conclui. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave