Setores tradicionais perdem espaço

Gráficas também abrem mão do mercado diante da pulverização do mercado

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

 “Até agora não apareceu nada. Depois que mudaram a legislação, esse mercado estagnou”. A declaração é do proprietário da Brindes BH, André Saraiva e mostra como a alteração na legislação afetou o mercado de brindes.  

As poucas possibilidades, segundo Saraiva, se resumem a banners ou adesivos de carro. E mesmo isso, pode estar acabando, como explica o empresário: “Os próprios políticos já estão produzindo esse tipo de material. Como o equipamento barateou muito, eles compram e produzem”.

Gráficas também abrem mão do mercado diante da pulverização do mercado. “Nós não buscamos essa demanda. É muito arriscado, você tem que cobrar à vista e mesmo assim eles atrasam. Prefiro manter meus clientes do que focar nessa demanda sazonal” diz o gerente comercial da gráfica O Lutador, Paulo Marques. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave