Demanda para locadoras de carros e aviões cresce até 30%

Candidatos fazem a alegria das empresas; gráficas faturavam mais no passado

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

Crescimento. Empresa de táxi-aéreo pretende aumentar em 30% suas demandas com as eleições
LIDER AVIACAO/DIVULGACAO
Crescimento. Empresa de táxi-aéreo pretende aumentar em 30% suas demandas com as eleições

As eleições já foram a melhor época para gráficas e fabricantes de brindes que faturavam com santinhos, camisetas, chaveiros e lixas de unha com o número dos candidatos. Uma alteração na legislação eleitoral que passou a valer em 2006, mudou esse cenário. Hoje, quem ganha com a chegada do período eleitoral são as empresas de aluguel de carro e de jatinhos. “A expectativa é de crescermos a demanda em cerca de 30% neste período, comparado aos mesmos meses de 2013”, explica Heron Nobre, diretor de fretamento e gerenciamento da Líder Aviação.

A diretora de relações com investidores da Localiza, Nora Lanari, também confirma a expectativa positiva em relação às eleições. “A perspectiva é boa pois temos um histórico de aumento de demanda e faturamento relevante que vai de final de julho até outubro de 2010, ano que tivemos eleições quase gerais como 2014”, explica. Já o mercado de gráfica é mais modesto em seus prognósticos. “Devemos crescer, nesse período, em função das eleições, em torno de 15%”, afirma Carlos Guimarães de Castro, o Cacá, da gráfica Cia da Cor. Leia a matéria na íntegra em nossa edição digital.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave